Economia Medina pede descentralização fechada até final do ano

Medina pede descentralização fechada até final do ano

O presidente da câmara de Lisboa diz que será proposto um "quadro específico" para a capital no âmbito do processo de descentralização.
Medina pede descentralização fechada até final do ano
Bruno Simão/Negócios
Marta Moitinho Oliveira 05 de outubro de 2017 às 12:25

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, pediu esta quinta-feira que o pacote legislativo da descentralização seja concluído no Parlamento até final deste ano e adiantou que a autarquia a que preside proporá um "quadro específico" para Lisboa.

Falando na cerimónia do 5 de Outubro, na Praça do Município, em Lisboa, o vencedor das eleições do passado domingo pediu que o Parlamento "conclua em definitivo com sentido de urgência e até final do ano o processo de desencentralização" e avisou que caso isso não aconteça "defraudar-se-ão as legítimas expectativas dos portugueses quanto à melhoria dos serviços públicos".

Fernando Medina, que venceu as eleições para a câmara de Lisboa mas sem maioria absoluta, adiantou que a autarquia terá uma palavra a dizer neste processo. "Proporemos um quadro específico para Lisboa", elencando as áreas onde pretende que Lisboa tenha esse tipo de tratamento como por exemplo na saúde, património e áreas ribeirinhos.

Em Lisboa, "temos o conhecimento, os recursos financeiros e a vontade política para assumir novas responsabilidades", afirmou Fernando Medina.