Melhoria das exportações atenua contracção da economia para 3% este ano
30 Abril 2012, 20:16 por Sara Antunes | saraantunes@negocios.pt
Enviar por email
Reportar erro
0
O Governo reviu em baixa a estimativa de contracção da economia este ano e estima uma recuperação no próximo ano que dita um crescimento maior do que o anunciado na última avaliação da troika.
O produto interno bruto (PIB) deverá contrair 3% este ano, de acordo com as estimativas do Governo apresentadas hoje. No Orçamento Rectificativo deste ano, entregue no final de Março, o Executivo assumiu uma previsão de contracção de 3,3% este ano, cujo número foi assumido no relatório da terceira avaliação da troika.

Para 2013, a estimativa do Governo aponta agora para um crescimento de 0,6% do PIB, mais do que os 0,3% estimados anteriormente.

As previsões mais animadoras surgem sobretudo do aumento das exportações. Este componente do PIB deverá aumentar 3,4% este ano, contra a previsão anterior de 2%. Em 2013 as estimativas apontam para um aumento de 5,6%, quando anteriormente era de 4,7%.

Quanto aos anos seguintes, as estimativas de crescimento são de 2% em 2014 (menos do que os 2,1% estimados pela troika), 2,4% em 2015 e 2,8% em 2016. Na avaliação da troika consta 1,9% nos dois anos.

Nos anos seguintes as estimativas para as exportações são igualmente mais animadoras do que as últimas previsões – 6,4% em 2014, 6,8% em 2015 e 6,9% em 2016).
Do lado contrário está o consumo privado, cujas previsões são mais negativas do que anteriormente.

O Executivo prevê que o consumo privado desça 6,3%, este ano, uma queda que é mais acentuada do que a estimativa que constava do Orçamento Rectificativo, apresentado no final de Março. Na altura, a previsão de contracção do consumo privado era de 5,8%.

As perspectivas para os anos seguintes são menos negras, com 2013 a representar uma redução de 0,7% do consumo, um valor que é menos negativo do que o anterior pressuposto (0,8%).
Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags: