Política Monetária Membro da Reserva Federal demite-se

Membro da Reserva Federal demite-se

Tinha sido uma escolha de Barack Obama e o seu mandato só terminaria em 2022. Daniel Tarullo sai da Fed em Abril e não avançou razões para a demissão. O conselho de governadores tem agora três lugares por preencher.
Membro da Reserva Federal demite-se
Bloomberg
Paulo Zacarias Gomes 10 de fevereiro de 2017 às 19:19

Daniel Tarullo, membro do conselho de governadores da Reserva Federal dos Estados Unidos, anunciou esta sexta-feira, 10 de Fevereiro, a sua demissão do cargo ao fim de oito anos e com efeitos a 5 de Abril.


Tarullo foi uma escolha em Janeiro de 2009 do anterior presidente, Barack Obama, e tinha a seu cargo a supervisão dos grandes bancos norte-americanos, num mandato que só terminaria em 31 de Janeiro de 2022.


A carta de resignação enviada ao presidente Donald Trump não apresenta justificação para a saída, de acordo com o jornal The Wall Street Journal. A sua saída acontece numa altura em que se espera que Trump venha a nomear alguém para o actual cargo de vice-presidente do conselho com a pasta da supervisão financeira. David Nason, administrador da General Electric, é uma das possibilidades apontadas para o cargo.


O WSJ refere que a escolha do presidente dos EUA poderia conflituar com Tarullo, que até ao momento tem, na prática, assegurado os pelouros que cabem ao cargo que está vago no conselho. A saída de Tarullo aumenta para três o número de lugares vagos no conselho da Fed, que no total tem sete membros.


"Dan levou a Fed a desenhar um novo enquadramento para garantir a segurança e saúde do nosso sistema financeiros depois da crise financeira e deu contributos inestimáveis em todo o âmbito das responsabilidades da Fed," considerou a presidente da Reserva Federal, Janet Yellen, em comunicado publicado no site da instituição.


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 03.03.2017

La' estao tres tachos para amigos da geringonca;

pub
pub
pub
pub