Emprego Mercer: Portugal entre os países europeus com menos feriados

Mercer: Portugal entre os países europeus com menos feriados

Portugal está entre os países europeus com menos feriados públicos e ocupa a 9.ª posição do 'ranking' mundial neste indicador, segundo um estudo da consultora Mercer hoje divulgado.
Mercer: Portugal entre os países europeus com menos feriados
Miguel Baltazar/Negócios
Lusa 10 de setembro de 2014 às 16:12

De acordo com as conclusões do trabalho, Portugal, Espanha, Bélgica, Luxemburgo e Noruega gozam 10 feriados públicos anuais, situando-se na 9.ª posição do 'ranking' mundial, que é liderado pela Índia e pela Colômbia, cujos trabalhadores gozam o maior número de feriados (18).

 

Já o México surge no último lugar, com apenas sete feriados públicos.

 

Segundo refere o 'partner' da Mercer Portugal Diogo Alarcão, "cada vez mais os países querem atrair investimento demonstrando, a nível internacional, que dispõem de uma força de trabalho produtiva, flexível e acessível".

 

"Portugal, por exemplo, ao suspender quatro dos 14 feriados públicos procurou reforçar a sua imagem junto de potenciais investidores", salienta.

 

Do estudo resulta ainda que os países da Europa Ocidental estão "entre os menos generosos" na marcação de feriados, com destaque para o Reino Unido, Hungria e Holanda, que se ficam pelos oito dias.

 

A nível europeu, a Finlândia destaca-se como "o país mais generoso", com um total de 15 feriados públicos, sendo seguido por Espanha (14) e comparando com a Hungria, Reino Unido e Holanda, que têm o menor número de feriados (8).

 

Já a Áustria tem 12 dias de feriados públicos, enquanto a Suécia, a Itália, a França e a Dinamarca têm 11 dias feriados e Portugal, a Bélgica, o Luxemburgo e a Noruega 10.

 

Quanto à Alemanha, nota a Mercer que "celebra tipicamente nove dias de feriados públicos", mas "esta contagem varia entre estados (länders)", pelo que "há trabalhadores na Alemanha que podem ter até 13 dias feriados".

 

"Curiosamente a Noruega e a Suécia não contam o Natal ou o dia de Ano Novo como feriados públicos, apesar de serem considerados como tal pelos colaboradores", ressalva.

 

No que respeita à Europa Central e de Leste, a Rússia destaca-se com o maior número de feriados (14), seguida da Eslováquia (13), República Checa e Lituânia (12), Croácia (11), Polónia e Ucrânia (10) e Sérvia e Roménia (9).

 

Relativamente ao Médio Oriente e a África, o Governo turco concede 14,5 feriados públicos e Marrocos 14, enquanto os Emirados Árabes Unidos apenas apresentam nove.

 

Já na América do Norte, o Canadá destaca-se com o maior número de feriados (11), apesar de variar conforme a província, e o Governo dos Estados Unidos da América proporciona 10 feriados públicos. Contudo, nota a Mercer, "as empresas privadas não são obrigadas a permitir que os seus empregados tirem estes dias".

 

De acordo com a consultora, a América Latina apresenta, simultaneamente, a maior e a menor quantidade de feriados entre o conjunto dos 64 países analisados: a Colômbia possui o número mais generoso (18), enquanto o México tem o mais baixo (7), sendo que a Argentina e o Chile têm 15 feriados públicos e o Brasil apenas 12.

 

Na região da Ásia-Pacífico, os trabalhadores da Índia têm, a par da Colômbia, o maior número de feriados públicos do mundo (18), enquanto a Austrália e a Nova Zelândia têm menos feriados do que a média da região (9 e 11 dias, respetivamente), a Tailândia e a Coreia do Sul têm 16 feriados, o Japão 15, a Indonésia, a Malásia e as Filipinas 14, o Paquistão 13 e Hong Kong e Taiwan 12 cada.

 

Já o Vietnam, com os seus 10 feriados públicos, possui o mais baixo número da região, aquém da China e Singapura, com 11 cada.


A sua opinião16
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Tó Marceneiro 10.09.2014

O Coelho nunca trabalhou, para ele há feriados a mais porque todos os dias são feriados.

comentários mais recentes
Anónimo 10.09.2014

O tuga é burro e só tem o que merece.

00SEVEN 10.09.2014

Para que é que são precisos os feriados?
Uma boa maioria dos portugueses está sempre de férias e o que fazem os que estão presentes no local de trabalho é tão pouco que a produtividade é das mais baixas do mundo!
Fala-se mais do futebol, dos concertos e da praia, durante as horas de trabalho, do que aquilo que se faz!

tinytino 10.09.2014

"Portugal está entre os países europeus com menos feriados públicos".... Feriados públicos?!?!? Que m_erda é essa? Há feriados privados? Todos os feriados são públicos, podem ser nacionais ou municipais. Será uma tradução literal do termo "public holidays" que significa "feriados" em oposição a "férias" que se diz apenas "holidays" em inglês?

Silva Gomes 10.09.2014

Não me admira, que agora, tenhamos menos feriados! Vejam bem, este (des)governo PSD/CDS, tirou-nos logo 4 Feriados, e como se não chegasse, ainda nos roubou 3 dias de Férias. Sim, trabalhamos mais 7 dias por ano, à borla! Tudo isto em nome da produtividade e do crescimento económico! Então e agora? Porque não cresce a economia acima de 1%?

ver mais comentários
pub