União Europeia Merkel apoia Juncker para suceder a Barroso

Merkel apoia Juncker para suceder a Barroso

Jean-Claude Juncker, antigo primeiro-ministro do Luxemburgo e ex-presidente do Eurogrupo, será com grande probabilidade o candidato do Partido Popular Europeu à presidência da Comissão Europeia, avança o "Financial Times".
Merkel apoia Juncker para suceder a Barroso
Bloomberg
Negócios 03 de fevereiro de 2014 às 12:48

Jean-Claude Juncker, antigo primeiro-ministro do Luxemburgo ao longo de mais de 18 anos consecutivos e ex-presidente do Eurogrupo, é o melhor posicionado para se converter no candidato do Partido Popular Europeu (PPE) a presidente da Comissão Europeia e enfrentar o alemão Martin Schulz, actual presidente do Parlamento Europeu e que será o candidato socialista ao lugar de Durão Barroso.

 

Segundo escreve o "Financial Times", Jean-Claude Juncker recebeu já o apoio dos principais líderes europeus membros do PPE (família partidária em que se inserem o PSD e o CDS-PP), tendo recebido o apoio expresso da chanceler alemã que lhe terá telefonado a desmentir uma notícia de um jornal alemão, segundo a qual Angela Merkel não iria apoiar o até há pouco decano dos líderes europeus.

 

O "Financial Times" cita uma fonte conhecedora do processo que assegura que "a maioria dos líderes da União Europeia, incluindo Merkel, encorajaram – insistiram, até – para que Juncker concorra". "Agora temos de esperar pela conclusão do processo de selecção, mas posso garantir-vos que Juncker está pronto para o trabalho e está pronto para liderar a campanha para a presidência da Comissão", acrescenta a mesma fonte próxima do antigo primeiro-ministro luxemburguês.

 

Pela primeira vez, quase todos os agrupamentos partidários vão lançar-se nas eleições de Maio para o Parlamento Europeu com um candidato a presidente da Comissão Europeia. O mandato de Durão Barroso termina em Novembro e, embora a escolha do seu sucessor permaneça nas mãos dos líderes europeus, pretende-se que, desta feita, o seu nome seja indirectamente sufragado pelo voto dos europeus.

 

O PPE, actualmente a maior família política europeia, deverá anunciar a sua escolha após uma reunião partidária que terá lugar em Dublin, em 6 e 7 de Março. Até agora, tem-se falado de cinco outros potenciais candidatos: os actuais chefes de Governo da Polónia (Donald Tusk), da Finlândia (Jyrki Katainen) e da Irlanda (Enda Kenny), o actual comissário europeu do Mercado Interno, o francês Michel Barnier, e o antigo primeiro-ministro letão Valdis Dombrovskis.

 

A candidatura de Jean-Claude Juncker terá descolado depois Enda Kenny, que era visto como um potencial candidato do PPE, ter saído da corrida.

 

Nos demais grupos políticos, há dois com candidatos já oficializados: o Partido Socialista Europeu (PSE) candidata o alemão Martin Schulz, actual presidente do PE e membro do SPD; o Grupo da Esquerda Unitária, candidata a presidente da Comissão o grego Alexis Tsipras, líder do Syriza.




A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado JF 03.02.2014

O nosso Primeiro Ministro também apoia, justo porque é pessoa competente além de ser amigo.

comentários mais recentes
AAAA 03.02.2014

MAIS DO MESMO. OU SEJA, NADA.

J. SILVA 03.02.2014

Mais do mesmo. Tudo bons amigos. Perdeu as eleições no Luxemburgo, mas os amigalhaços desta Europa sem coluna vertebral, consideram-no o homem de mão adequado.

Gil 03.02.2014

Já o deve ter domesticado!

antonio neves 03.02.2014

Ja foste Durao Barrosso,mas agora vens-te candidatar ha Presidente da Republica,pois o povo ja esqueceu o que lhe fizes-te.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub