União Europeia Merkel "furiosa" com revelações sobre negociações com Theresa May sobre Brexit

Merkel "furiosa" com revelações sobre negociações com Theresa May sobre Brexit

A chanceler alemã está "furiosa" com a publicação num jornal alemão das conversações privadas sobre o "Brexit" por recear que as informações possam derrubar o governo britânico de Theresa May, noticia hoje o Times.
Merkel "furiosa" com revelações sobre negociações com Theresa May sobre Brexit
Lusa 24 de outubro de 2017 às 10:43

O jornal britânico refere, citando uma fonte de Berlim, cuja identidade não é revelada, que Merkel "não gostou" da publicação da conversa entre a chefe do governo britânico e o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, durante um jantar, na semana passada.

 

A conversa refere-se à saída do Reino Unido da União Europeia.

 

No domingo, um jornal alemão noticiou que a líder conservadora britânica "tinha suplicado" ajuda no processo do Brexit adiantando que a primeira-ministra do Reino Unido estava "ansiosa, desalentada e desanimada".

 

Hoje, o jornal Times, de Londres, diz que a chanceler alemã está "preocupada" com a possibilidade de ruptura negocial - que pode "prejudicar as economias europeias" - e "acabar com o Executivo de May".

 

Segundo o jornal britânico, a possibilidade de afastamento de Theresa May pode projectar o ministro dos Negócios Estrangeiros para a chefia do executivo de Londres, sendo que Boris Johnson é apontado "pelos alemães" como o político mais hostil por encarar o processo negocial com pouco realismo.

 

"Angela Merkel está furiosa com o que se publicou [no domingo]. Sabe-se que já perdeu a paciência com os conservadores britânicos, mas a última coisa que deseja é o afastamento de Theresa May em plena negociação sobre o Brexit", disse a fonte do Times.

 

Na segunda-feira, Juncker mostrou-se surpreendido com as informações publicadas na Alemanha acrescentando que o encontro com Theresa May foi "um excelente jantar de trabalho".

 

O presidente da Comissão Europeia negou mesmo que Theresa May tenha "suplicado" ajuda sublinhando que "esse não é estilo dos primeiros-ministros britânicos".

 

 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

As noticias n surgem por acaso inverdade ou não é um golpe baixo q alguém resolveu dar,falta saber quem?

pub