Europa Merkel promete pleno emprego na Alemanha até 2025

Merkel promete pleno emprego na Alemanha até 2025

Angela Merkel afirmou hoje que a Alemanha está em vias de atingir o pleno emprego até 2025, um objectivo chave da chanceler alemã para a entrada na campanha eleitoral para as legislativas de Setembro.
Merkel promete pleno emprego na Alemanha até 2025
Reuters
Lusa 12 de agosto de 2017 às 15:46
"Estaremos no pleno emprego até 2025, ou seja, com uma taxa de desemprego de 3%, e creio que podemos lá chegar", afirmou a dirigente cristã-democrata no seu primeiro discurso da campanha, em Dortmund (oeste).

A promessa consta do programa económico da união conservadora CDU-CSU cujas linhas gerais foram apresentadas no início de Junho.

A chanceler alemã sublinhou que, para chegar ao pleno emprego, serão reforçados os esforços no acompanhamento dos desempregados de longa duração, ou seja, trabalhadores no desemprego há mais de um ano, que na Alemanha já ultrapassam um milhão de pessoas.

Num país com uma população envelhecida que tem de lidar com um afluxo de reformados, dar trabalho à quase totalidade dos activos alemães é percepcionado por Merkel como "a possibilidade" para não ter de baixar o nível das pensões ao mesmo tempo que também as contribuições sociais devem aumentar.

A chanceler, que acaba de regressar de férias, defendeu globalmente a sua acção à frente do país, numa altura em que o número de pessoas sem emprego passou dos mais de cinco milhões desde que chegou ao poder em 2005 para os cerca de 2,5 milhões de pessoas actualmente, tendo a taxa de desemprego de Julho ficado nos 5,7% da população activa.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
Saber mais e Alertas
pub