Economia Miguel Portas morre aos 53 anos

Miguel Portas morre aos 53 anos

O fundador do BE, Miguel Portas, faleceu hoje por volta das 18:00 no Hospital ZNA Middelheim, em Antuérpia, vítima de doença prolongada.
Negócios com Lusa 24 de abril de 2012 às 18:40
O eurodeputado, de 53 anos, descobriu que tinha um tumor maligno no pulmão direito, em 2010, em exames de rotina em Bruxelas, tendo sido posteriormente sujeito a uma cirurgia no Instituto Português de Oncologia.

Miguel Portas faleceu esta tarde, por volta das 18 horas, no Hospital ZNA Middelheim, em Antuérpia.

“Encarou a sua própria doença como fazia sempre tudo, da política ao jornalismo: de frente e sem rodeios. Teve uma vida intensa e viveu-a intensamente. Durante toda a sua doença continuou sempre a cumprir as suas responsabilidades e estava, neste preciso momento, a preparar o relatório do Parlamento Europeu sobre as contas do BCE”, escreve o BE em comunicado.


Jornalista, fundou o “Já” e a Vida Mundial, das quais foi diretor. O fascínio pelas culturas do mediterrâneo levou-o a viajar e a conhecer profundamente esta região, sobre a qual escreveu dois livros e realizou um documentário.


Activista contra a ditadura desde jovem, foi preso tinha ainda 15 anos. Militante do PCP entre 1974 e 1989, esteve sempre empenhado na transformação da esquerda. Fundador do Bloco de Esquerda, foi o cabeça de lista nas primeiras eleições em que o movimento foi a votos, as europeias de 1999. Um dos principais impulsionadores do movimento que ajudou a crescer, Miguel Portas foi eurodeputado do Bloco de Esquerda desde 2004 e dirigente nacional desde a fundação do movimento.


“A Comissão Política do Bloco de Esquerda apresenta os mais sentidos pêsames aos seus filhos e a todos os familiares, amigos e camaradas. Nos próximos dias serão anunciadas as cerimónias evocativas da sua memória”, conclui o comunicado.


A sua opinião27
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
ana Há 1 dia

Bem, a morte é algo que nos deixa sempre inquietos, sobretudo quando esse alguém é um homem com ideais de esquerda fortes, com ideais humanos e políticos sinceros e se batia por eles.
Um homem que me fez acreditar no BE.

Marcelo Há 1 dia

Estava certo naquilo que queria para o país, acreditando sempre que a humanidade vai a caminho de um mundo melhor, livre, sem barreiras nem demagogias.

piferreira Há 2 dias

Não partilhando com ele os mesmos ideais politicos, passou por nós com simpatia e dedicação.
Obrigado Miguel Portas

robin Há 2 dias

O Bolo Rei acabou o discurso e nem uma palavra sobre o que se passa em Portugal. Fome pessoas a ficarem sem as casas, sem emprego, estudantes a sairem dos estudos velhos sem medido ou dinheiro para medicamentos. Corrupção vigarices dos gajos do colarinho branco impostos e mais impostos, nao corte nas gorduras do estado viagem dos ministros e dele á fartazana enfim um discurso feito por um Hipocrita

ver mais comentários
pub