Economia Milhares nas ruas em protesto com os incêndios que causaram quatro mortos em Espanha

Milhares nas ruas em protesto com os incêndios que causaram quatro mortos em Espanha

Milhares de pessoas concentraram-se hoje em vários municípios para protestar contra a gestão da Junta da Galiza, depois de incêndios florestais terem afetado a região e causado a morte de quatro pessoas, manifestando solidariedade com Portugal.
Milhares nas ruas em protesto com os incêndios que causaram quatro mortos em Espanha
Reuters
Lusa 16 de outubro de 2017 às 23:59
Em Santiago de Compostela, milhares de pessoas protestaram contra a política florestal da Junta da Galiza, numa iniciativa que contou com a presença de diversos lideres de partidos da oposição.

Os cânticos de protesto foram direccionados para o executivo, que foi considerado "incompetente" e que "um governo que improvisa é um terrorista", pedindo a demissão do presidente do executivo, Alberto Núñez Feijóo.

"Terreno rural abandonado é um incêndio assegurado", foi outras das frases ouvidas.

Em Vigo, cerca de 3.000 pessoas concentraram-se e entoaram cânticos também a pedir a demissão do presidente da Junta da Galiza, demonstrando solidariedade para com as Astúrias, Galiza e Portugal, que foram afectados pelos incêndios.

Em Ourense, mais de mil pessoas participaram numa manifestação junto da delegação territorial da junta, alertando para as consequências económicas e sociais que os incêndios têm, exigindo um "novo plano de protecção das montanhas" e mais meios técnicos e humanos para combater as ocorrências.

Durante a manifestação eram visíveis cartazes com frases como 'não há perdão' ou 'o nosso coração arde contigo'.

Em outras cidades da Galiza e em municípios de Pontevedra também foram realizadas concentrações de protesto, tal como em Madrid ou Barcelona.



Saber mais e Alertas
pub