Justiça Ministério Público investiga denúncia sobre transferência de Tanaka para o Sporting

Ministério Público investiga denúncia sobre transferência de Tanaka para o Sporting

Uma denúncia efectuada por Pereira Cristóvão alega que um intermediário terá pedido uma comissão que beneficiaria o actual presidente do clube, Bruno de Carvalho, noticiou o CM.
Ministério Público investiga denúncia sobre transferência de Tanaka para o Sporting
Negócios 08 de novembro de 2017 às 09:52

O Ministério Público está a investigar eventuais ilícitos na transferência do jogador japonês Tanaka para o Sporting, dando seguimento a uma denúncia que foi efectuada por Pereira Cristóvão e que deu entrada na Procuradoria-Geral da República (PGR) no dia 7 de Julho.

 

A noticia foi avançada na edição desta quarta-feira do Correio da Manhã, a quem a PGR confirmou que o "inquérito corre termos" no Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa e que ainda não há arguidos.

 

De acordo com a denúncia, o empresário de jogadores guineense João Carlos Pinheiro intitulou-se representante de Bruno de Carvalho no negócio da transferência de Tanaka, tendo pedido dinheiro ao agente Paulo Emanuel Mendes. Verba que depois seria entregue ao presidente do Sporting, após passar por uma sociedade em Cabo Verde, da qual Bruno de Carvalho será sócio, repetindo um esquema que, segundo a denúncia, já teria sido utilizado noutros negócios.

 

Tanaka foi comprado pelo Sporting por 750 mil euros, sendo que o empresário do jogador japonês tinha avançado com uma proposta de apenas 500 mil euros.

 

A SAD do Porto foi ontem alvo de buscas por parte das autoridades portuguesas e francesas, sendo que em causa estava a transferência de um jogador.




pub