Política Ministério Público investiga mais políticos no caso das viagens do Euro

Ministério Público investiga mais políticos no caso das viagens do Euro

Deputados e autarcas estão também a ser investigados pelo Ministério Público por recebimento indevido de vantagem, no caso viagens, refeições e bilhetes para assistirem ao Europeu de França de 2016, escreve o Público.
Ministério Público investiga mais políticos no caso das viagens do Euro
Bruno Colaço/Correio da Manhã
Negócios 13 de julho de 2017 às 10:59

O Ministério tem em curso uma segunda investigação, paralela à que já levou à demissão de três secretários de Estado por terem ido a França com a Galp para assistirem a jogos do Europeu de Futebol. Neste caso estarão em causa deputados e autarcas que terão viajado através da empresa de viagens Cosmos, escreve o Público esta quinta-feira, 13 de Julho.

 

A PGR confirmou a existência deste outro inquérito "onde estão em investigação factos relacionados com viagens, refeições e bilhetes para o Euro2016", cita o jornal. Este segundo processo estará mais atrasado do que o anterior e ainda em processo de recolha de provas.

 

O caso das viagens com a Galp já levou à demissão de três secretários de Estado: Fernando Rocha Andrade, dos Assuntos Fiscais, Jorge costa Oliveira, da Internacionalização, e João Vasconcelos, da Indústria.

 

No ano passado, quando se soube das viagens dos secretários de Estado, foi também público que os deputados do PDS Luis Montenegro, Hugo soares e Luis Campos Ferreira viajaram igualmente para França com a Cosmos, para ver a final do Euro. Os dois primeiros, lembra o Público, admitiram ter ido e garantiram ter pago tudo.

 

Além dos secretários de Estado e deputados, também autarcas viajaram para ir ao Euro 2016. Terão sido os casos dos presidentes das Câmaras de Sines, Nuno Mascarenhas, e de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, da CDU.



A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
A Tentar Perceber 18.08.2017

Não percebo porque uns tem Termo de identidade, outros é preciso pedir à AR, outros não tem nada, outros como no caso de Isaltino Morais, com Candidatos e juízes tudo á mistura não acontece nada, talvez por ser tudo da mesma Côr Partidária.

DJ viajante 15.07.2017

Porque a Galp nao freta um boeing grandao e nos leva todos a passear. So o PS tem direito?

Piqueninos 13.07.2017

São estas coisas que fazem deste lindo Portugal um paiz que será sempre piquenino!

Faz lá algum sentido que algum energumeno, pelo cargo que ocupa, ache normal aceitar este tipo de ofertas de empresas???

Ofertas é da familia e amigos, no Natal e Aniversário. Tudo o resto é ser bronco!

Anónimo 13.07.2017

E a corrupção do benfica tb investiga ? viagens bilhetes e outras coisas mais .

pub
pub
pub
pub