Economia Ministro alemão da Economia diz-se "decepcionado" com a Grécia

Ministro alemão da Economia diz-se "decepcionado" com a Grécia

O ministro alemão da Economia, Philipp Roesler, disse estar "decepcionado" pela falta de avanços visíveis das reformas implementadas pela Grécia, e acusa Atenas de não aproveitar as "ofertas" de Berlim para o país sair da crise.
Lusa 11 de agosto de 2012 às 12:56
"Estou desiludido", afirmou o ministro alemão em declarações à revista alemã "Focus", acrescentando que a Alemanha "ofereceu um amplo apoio ao Governo grego e os gregos não fizeram uso dessa ajuda".

Philipp Roesler provocou uma polémica acesa há algumas semanas atrás quando disse, numa entrevista à televisão pública alemã, que um possível abandono da Grécia da zona euro deixaria de lhe "causar espanto".

As declarações do titular da pasta da Economia foram interpretadas como um aumento da pressão de Berlim, desencadeando rumores de que se preparava um plano controlado para Atenas sair da zona euro.

O seu colega ministro dos Negócios Estrangeiros, Guido Westerwelle, defendeu que, mesmo assim, a Grécia deveria "cumprir" os compromissos assumidos com a "troika" (Fundo Monetário Internacional, Comissão Europeia e Banco Central Europeu), em declarações ao "Bild am Sonntag".

Guido Westerwelle disse hoje que não se deve "produzir um desvio substancial dos compromissos assumidos", para que a Grécia receba a tranche seguinte de empréstimo internacional.


A sua opinião16
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anonimo 12.08.2012

o que eu quero saber é quando começa o FUTEBOL !!!
quero lá saber se eles nos estão a roubar !!
por cá em portugal os governantes,a banca,a edp,a pt etc,tb fazem o mesmo e ninguém quer saber disso para nada,ninguém mexe uma palha.
por essas e por outras,o que eu quero é saber quando começa a BOLA...o resto é conversa.

Lúcifer 12.08.2012

Ainda falta mais qualquer coisa, mas ainda assim, já não falta tudo.Que as labaredas não se apaguem!

LLeonorita Maçónica Macau 12.08.2012

que vergonha o nosso governo! atira-se a quem trabalha e ganha pouco, enquanto aumenta a parasitagem no RSI, descongela as promoções dos militares, aumenta o salário dos médicos e enfermeiros, dos administradores de topo, nada faz na parasitagem das juntas e das câmaras... uma vergonha para quem dizia que ia moralizar este país!

Dores Penetra 12.08.2012

Por cá agridem adversários em pleno jogo e nem cartão levam, invadem o campo e agridem o bandeirinha e nada, vencem campeonatos contratando "stuarts" para provocarem e agredirem nos túneis jogadores adversários, manipulando castigos, o treinador agride jogadores de outra equipa e nada, lançam pedras das pontes das autoestradas, incendeiam autocarros,matam adeptos das equipas rivais com very lights e nada acontece. Pensam que podem fazer isto tudo num país onde civilizado, estes arruaceiros! São os maiores mas é na marginalidade

ver mais comentários
pub