Política Ministro da Cultura assaltado em casa

Ministro da Cultura assaltado em casa

O ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, foi assaltado em casa na madrugada de segunda-feira. Os assaltantes levaram-lhe o telemóvel e uma carteira com documentos, escreve o Correio da Manhã.
Ministro da Cultura assaltado em casa
Bruno Simão/Negócios
Negócios 25 de outubro de 2017 às 09:20

Luís Filipe Castro Mendes foi assaltado na sua casa na avenida Elias Garcia, em Lisboa, enquanto dormia, na madrugada da passada segunda-feira. Os assaltantes terão entrado por uma janela nas traseiras do prédio, aproveitando as escadas de incêndio. O ministro da Cultura estava em casa com a mulher e não se apercebeu de nada. Nessa noite foram assaltadas outras duas residências na zona das Avenidas Novas.

 

"Entraram na minha casa através de uma janela que não estava trancada. Depois passearam-se pela casa e levaram o meu telemóvel", um iPhone, "e a minha carteira com documentos", contou o governante ao Correio da Manhã. O ministro só se apercebeu do furto às 3:00, quando acordou para "fazer um telefonema urgente" e não encontrou o telemóvel.

 

O assalto foi comunicado à Direcção Nacional da PSP, e os agentes fizeram depois uma peritagem à casa do ministro. As autoridades estão convencidas de que se trata do mesmo grupo que assaltou as outras duas residências nas Avenidas Novas.

 

Embora tenha direito a patrulhas automóveis da PSP, o ministro da Cultura não tem direito a ter um agente da PSP em permanência à porta de casa.




Saber mais e Alertas
pub