Economia Ministro da Saúde diz que isentos de taxas moderadoras já ultrapassam os cinco milhões

Ministro da Saúde diz que isentos de taxas moderadoras já ultrapassam os cinco milhões

Paulo Macedo garantiu que hoje "há mais 830 mil isentos do que no ano passado", entre situações de insuficiência económica e doentes crónicos.
Lusa 04 de maio de 2012 às 19:24
O ministro da Saúde, Paulo Macedo, afirmou hoje que há mais de cinco milhões de isentos das taxas moderadoras, acusando o PS de "brincar" com os números quando diz que o actual Governo cortou isenções.

Em declarações aos jornalistas à margem de uma conferência sobre obesidade infantil, Paulo Macedo garantiu que hoje "há mais 830 mil isentos do que no ano passado", entre situações de insuficiência económica e doentes crónicos.

O número de isentos, que não precisou, ultrapassa já os cinco milhões, ao contrário do que o PS diz quando acusa o actual Governo de ter reduzido de sete para quatro milhões o número de portugueses que podem ser abrangidos pelas isenções.

Na quinta-feira, o deputado socialista e ex-ministro da saúde António Serrano acusou o Governo de ter feito um "apagão" a três milhões de pessoas depois de ter anunciado que 7,2 milhões teriam direito a isenção.

Paulo Macedo afirmou que no cálculo dos potencialmente isentos - calculados comparando rendimentos declarados para efeitos fiscais com as regras da isenção - o Governo alargou o número dos que estão em condições de ter isenção.

"Alterámos legislação para as pessoas no desemprego ficarem também abrangidas", lembrou.

O ministro salientou que o número de pessoas que efectivamente beneficia da isenção também aumentou para mais de cinco milhões.

Relativamente à proposta do PS de considerar o número de filhos nos cálculos para determinar se se tem direito à isenção, Paulo Macedo afirmou que o Governo não a considera útil porque até aos 12 anos, as crianças têm sempre isenção.

"Estranhamos que hoje surja esta proposta do PS, que em seis anos nunca alterou a legislação. Na oposição propõe uma coisa que no Governo nunca quis fazer", criticou.

O ministro reforçou que "o problema não é a quantidade de isentos, que é um conjunto muito alargado de pessoas".




A sua opinião12
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
asCeta9hbtt0 16.11.2016

http://tretinoincream05.us/ - where to buy retin a tretinoin http://advairinhaler.in.net/ - visit your url http://clindamycin-300mg.trade/ - clindamycin 300mg capsules http://ciprofloxacin-500mg.bid/ - cipro http://ciprofloxacin-hcl-500-mg.gdn/ - cipro http://price-of-levitra.party/ - price of levit

JOAQUIM CARNEIRO 06.05.2012

PORQUE E QUE O GOVERNO NAO ACABA COM A ADSE E CRIA SO UM SITEMA DE SAUE IGUALMENTE ACABAR COM OS HOSPITAIS MILITARES, FICARIAM ASSIM TODOS OS PORTUGUESES COM UM UNICO SISTEMA NACIONAL DE SAUE joaquim carneiro

FRANCISCO 05.05.2012

SOMOS 10 MILHÕES. SE 5 MILHÕES ESTÃO ISENTOS TEMOS QUE EM CADA DOIS SÓ UM É QUE PAGA. CÁ EM CASA SOMOS TRÊS E TODOS PAGAMOS. ESTRAGAMOS A MÉDIA.
SERÁ QUE ESTE MINISTRO ESTÁ DE POSSE DE TODAS AS SUAS CAPACIDADES MENTAIS?
SÓ ESTE?

Vitor Mendes 05.05.2012

Há cidadãos que deixaram de ter isenção de taxa moderadora por cada elemento do agregado familiar ter em média rendimentos acima de 625€
No entanto se tiverem pensão abaixo do salário médio nacional continual a usufruir de descontos maximos nos medicamentos
Isto é, pode uma familia ser dona de 'carros,parelhas e montes' mas se algum dos elementos tiver a pensão minima tem o máximo de desconto em medicamentos, alguns muitas vezes gratuitos

ver mais comentários
pub