Ambiente Ministro do Ambiente: "Importação de resíduos de Itália é operação banal"  

Ministro do Ambiente: "Importação de resíduos de Itália é operação banal"  

O ministro do Ambiente diz que Portugal até importa resíduos menos banais do que os que chegaram a Setúbal porque tem infra-estruturas para os tratar.
Ministro do Ambiente: "Importação de resíduos de Itália é operação banal"  
Miguel Baltazar
Maria João Babo 09 de Novembro de 2016 às 11:31

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, sublinhou esta quarta-feira no Parlamento que a importação de resíduos de Itália, que estão desde sexta-feira no Porto de Setúbal, "é uma operação banal".

 

Questionado pelo PSD na audição no âmbito da apreciação na especialidade do orçamento do estado para 2017, que criticou o seu silêncio, o ministro sublinhou que estas 20 mil toneladas de resíduos "vem de uma zona de Itália que não investiu em infra-estruturas para os tratar", tendo feito "um concurso público para dar um destino final".

 

Das 20 mil toneladas, disse, 2.700 chegaram ao Porto de Setúbal "estando bem acondicionadas", tendo já sido feitas análises, as quais antevê que dêem os mesmos resultados das análises feitas à saída de Itália.

 

Matos Fernandes realçou que esta é uma "operação comum", sublinhando que Portugal também importa resíduos que "não são tão banais como estes porque tem infra-estruturas para os tratar".

 

"O meu silêncio não tem nenhum significado porque esta é uma operação banal e como tal está a ser gerida pelo ministério do ambiente com normalidade", disse.




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 dia

Não vejo qualquer problema na importação. Estamos a prestar um serviço que entra moeda estrangeira na nossa economia. Parabéns ao ministro por acreditar na mais valia das empresas instaladas em Portugal. Se a pouco tempo estavamos na cauda da Europa nesta matéria agora vendemos serviços .

Anónimo Há 3 semanas

Mais uma vez os midia nao dizem grande coisa sobre isto. Porque será? se fosse um outro governo nao faltavam noticias, manifesta4ões, alaridos...enfim! Sobretudo que o aterro sanitário já não é o melhor método para tratar os lixos. Mas pronto, é a geringonça...fica tudo certo e bem. Haja paciencia

Rogerio Pereira Branco Há 4 semanas

Para que o negocio ficasse claro, não seria de bom tom a Camara e munícipes, saberem do que se estava a passar? todos sabemos, que a Mafia é que trata desses assuntos em Itália, e nós queríamos saber, e cá quem é que trata???

pub
pub
pub
pub