Ministro alemão da Economia diz-se "decepcionado" com a Grécia
11 Agosto 2012, 12:56 por Lusa
Enviar por email
Reportar erro
0
O ministro alemão da Economia, Philipp Roesler, disse estar "decepcionado" pela falta de avanços visíveis das reformas implementadas pela Grécia, e acusa Atenas de não aproveitar as "ofertas" de Berlim para o país sair da crise.
"Estou desiludido", afirmou o ministro alemão em declarações à revista alemã "Focus", acrescentando que a Alemanha "ofereceu um amplo apoio ao Governo grego e os gregos não fizeram uso dessa ajuda".

Philipp Roesler provocou uma polémica acesa há algumas semanas atrás quando disse, numa entrevista à televisão pública alemã, que um possível abandono da Grécia da zona euro deixaria de lhe "causar espanto".

As declarações do titular da pasta da Economia foram interpretadas como um aumento da pressão de Berlim, desencadeando rumores de que se preparava um plano controlado para Atenas sair da zona euro.

O seu colega ministro dos Negócios Estrangeiros, Guido Westerwelle, defendeu que, mesmo assim, a Grécia deveria "cumprir" os compromissos assumidos com a "troika" (Fundo Monetário Internacional, Comissão Europeia e Banco Central Europeu), em declarações ao "Bild am Sonntag".

Guido Westerwelle disse hoje que não se deve "produzir um desvio substancial dos compromissos assumidos", para que a Grécia receba a tranche seguinte de empréstimo internacional.

Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags:
alertasPor palavra-chave: