África Moçambique cresce 4% e dívida pública sobe para 128,1% do PIB este ano, diz S&P

Moçambique cresce 4% e dívida pública sobe para 128,1% do PIB este ano, diz S&P

A agência de notação financeira Standard & Poor's (S&P) considera que este ano a economia de Moçambique vai crescer 4% e que a dívida pública vai descer de 128,1% do PIB para 111,7% em 2020.
Moçambique cresce 4% e dívida pública sobe para 128,1% do PIB este ano, diz S&P
Record
Lusa 05 de agosto de 2017 às 11:12

"As pressões económicas externas sobre o crescimento do PIB real melhoraram, de alguma forma, durante este ano", diz a S&P, vincando que o fortalecimento do metical e a subida dos preços dos alumínio e do carvão "vão aumentar a produção e os investimentos e, juntamente com os investimentos relacionados com o setor do gás natural líquido, vão suportar um ressalto no crescimento do PIB real, que deverá aumentar, em média, 5,5% entre 2017 e 2020".

 

No relatório sobre a avaliação do 'rating' de Moçambique, divulgado na sexta-feira, a S&P escreve que a aceleração do crescimento da economia, de 3,8% em 2016 para 4% este ano e um ponto percentual acima em cada ano até 2020 "será alicerçada nos desenvolvimentos positivos na indústria do gás, como a Decisão Final de Investimento da ENI na Bacia do Rovuma", cujos principais contributos para a economia só vão sentir-se depois de 2020, o horizonte das previsões da S&P.

 

Na avaliação sobre o andamento da economia, os analistas Rhavi Bhatia e Gardner Rusike, que assinam o relatório, dizem que nos próximos anos "um peso da dívida particularmente elevado, juntamente com a procura interna fraca e baixos níveis de investimento, vão continuar a pesar nas perspectivas de evolução da economia moçambicana".

 

O PIB per capita, por exemplo, desceu para 371 dólares por habitante, "quase metade do seu nível há três anos", antes da queda dos preços das matérias-primas e da divulgação de dívidas de empresas públicas com garantia do Estado que foram escondidas dos doadores internacionais e das instituições nacionais.

 

As previsões para a evolução da dívida pública face ao PIB apontam para um rácio na ordem dos 128,1% este ano, acima dos 127,5% do ano passado, e significativamente acima dos 94,7% de 2015.

 

Até 2020, a S&P estima que a dívida pública desça para 125,6% do PIB em 2018 e depois mais significativamente, para 119,3 e 111,7% do PIB nos dois anos seguintes.

 

Na ação de 'rating' divulgada, a S&P manteve o 'rating' para a dívida em moeda externa de Moçambique em 'Incumprimento Selectivo' e também manteve a dívida emitida em meticais abaixo da recomendação de investimento.

 

A perspectiva de evolução (‘Outlook’) para as emissões de dívida em meticais mantém-se Estável, o que significa que "não é previsível que haja uma melhoria na avaliação da dívida interna nos próximos 12 meses", enquanto as emissões em moeda externa, os chamados ‘eurobonds’, não têm uma previsão de evolução porque são um facto - o incumprimento financeiro - e não uma avaliação da capacidade do emissor para pagar aos credores.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
pertinaz Há 2 semanas

COM ESTES INDICADORES ECONÓMICOS EM PORTUGAL A ESCUMALHA QUE NOS DESGOVERNA GANHAVA A MAIORIA ABSOLUTA...!

pub
pub
pub
pub