Conjuntura Montepio volta a rever em alta estimativas de crescimento para este ano

Montepio volta a rever em alta estimativas de crescimento para este ano

O Departamento de Estudos do Montepio melhorou as estimativas de crescimento para o terceiro trimestre e, consequentemente, para o conjunto do ano, com base na evolução mais favorável dos indicadores de actividade.
Montepio volta a rever em alta estimativas de crescimento para este ano
Miguel Baltazar/Negócios
Rita Faria 16 de outubro de 2017 às 15:51

O Montepio voltou a rever em alta as estimativas de crescimento para a economia portuguesa este ano, com base na evolução mais positiva do que o esperado de alguns indicadores de actividade.

 

Para 2017, o Montepio prevê agora que uma subida do PIB de 2,6% - a anterior apontava para um crescimento de 2,5% - em linha com as estimativas do Governo.

 

Esta melhoria decorre da revisão em alta em 0,1 pontos percentuais das estimativas para o crescimento em cadeia no terceiro trimestre, que o Montepio situa agora entre 0,4% e 0,6%.

 

"Indicadores de actividade revelaram leituras maioritariamente favoráveis (ligeiramente negativos ao nível do turismo, mas positivos ao nível do comércio externo, da construção e dos serviços), levando-nos a rever em alta as nossas perspectivas para o crescimento em cadeia da economia no 3.º trimestre, em 0,1 p.p., para um acréscimo entre 0,4% e 0,6% (+0,3% no 2.º trimestre)", revela o Departamento de Estudos do Montepio num relatório divulgado esta segunda-feira, 16 de Outubro.

 

Reflectindo esta melhoria, o Montepio passa a prever "um crescimento médio anual do PIB de 2,6% para este ano, também 0,1 p.p. acima do anteriormente antecipado e em forte aceleração (+1,5% em 2016)".

 

As estimativas do Montepio estão em linha com as de outras instituições que acompanham a economia portuguesa, como é o caso do FMI e Banco de Portugal, que projectam um crescimento de 2,5%, e o Conselho de Finanças Públicas e Católica, que apontam para 2,7%.

 

A Católica decidiu, na semana passada, manter esta previsão e melhorar as estimativas para o próximo ano. Segundo a Católica, Portugal deverá crescer 2,3% em 2018, e 2,1% no ano seguinte.

 

A projecção para o próximo ano é ligeiramente mais optimista do que a do próprio Executivo que, na proposta de Orçamento do Estado, apresentada na sexta-feira, inscreveu uma estimativa de 2,2%. 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
a nossa bolsa é uma grande TRUMP Há 5 dias

está tudo TROCADO a pharolita deveria estar a 0.25 e o MILENIUM BCP é que deveria de estar a 0.50 quem está FALIDA e INSOLVENTE é a pharolita QUEM está a NADAR em LUCROS é o MILENIUM BCP