Economia Morreu Alfredo Bruto da Costa

Morreu Alfredo Bruto da Costa

O antigo ministro e conselheiro de Estado Alfredo Bruto da Costa morreu esta sexta-feira aos 78 anos, vítima de doença prolongada, em Lisboa, disse à Lusa fonte próxima da família.
Morreu Alfredo Bruto da Costa
Lusa 11 de Novembro de 2016 às 17:10

Engenheiro, doutorado em sociologia, Bruto da Costa foi ministro dos Assuntos Sociais no governo chefiado por Maria de Lurdes Pintassilgo, Provedor da Misericórdia de Lisboa e, entre 2003 e 2009, presidente do Conselho Económico e Social (CES).

 

Em Setembro de 2014 tomou posse como conselheiro de Estado, por designação da Assembleia da República, em substituição de António José Seguro, que renunciou ao lugar no órgão político de consulta do Presidente da República depois de abandonar a liderança socialista, lugar que assumiu até Janeiro deste ano.

 

Alfredo Bruto da Costa presidiu também à Comissão Nacional de Justiça e Paz, tendo realizado estudos e investigação sobre pobreza e exclusão social.

 

Segundo a mesma fonte, Bruto da Costa morreu na sua residência, em Lisboa. 




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

Morreu o Costa Bruto,e fica o bruto Costa.Ninguem nos tira da brutalidade.

Burro Há 3 semanas

Morrem os bons. Os que não prestam, como o "pai da democracia" portuguesa, continuam aboletados ao orçamento.

jcg Há 3 semanas

Um Homem bom! Uma perda no stock de capital intelectual português.

pub