Política Morreu Carlos Macedo, fundador do PSD

Morreu Carlos Macedo, fundador do PSD

O PSD manifestou o seu pesar pela morte do antigo dirigente e fundador do partido Carlos Macedo, que morreu este domingo aos 80 anos, e recordou a sua "militância activa e influente desde a primeira hora".
Morreu Carlos Macedo, fundador do PSD
Miguel Baltazar/Negócios
Lusa 18 de junho de 2017 às 18:35

"O PSD expressa o seu pesar pelo falecimento, que hoje ocorreu, do dr. Carlos Matos Chaves Macedo, recordando a militância activa e influente do antigo dirigente do partido, desde a primeira hora", referem os social-democratas, em comunicado.

 

De acordo com a nota do PSD, Carlos Matos Chaves Macedo foi eleito vogal da Comissão Política Nacional do PSD, no I Congresso Nacional, em Novembro de 1974.

 

Fez parte do grupo que saiu do partido no Congresso de Aveiro, tendo regressado ao PSD no Congresso de Julho de 1978, quando Sá Carneiro retomou a liderança do partido.

 

No VII Congresso Nacional, em Junho de 1979, voltou a ser escolhido para a Comissão Política Nacional.

 

Foi depois ministro dos Assuntos Sociais, durante o VII Governo Constitucional, entre 9 de Janeiro e 3 de Agosto de 1981 e, em Fevereiro desse mesmo ano, foi eleito vice-presidente da Comissão Política Nacional do PSD, no VIII Congresso Nacional, após a morte do então líder e primeiro-ministro Francisco Sá Carneiro.

 

"O PSD recorda a participação activa e de grande relevo do dr. Carlos Macedo durante um momento fundamental da vida interna do Partido. A família social-democrata presta homenagem ao homem, político e médico", refere o comunicado dos social-democratas, que enviam ainda condolências à família.

 


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub