Américas Morreu Fidel Castro. Cuba decreta nove dias de luto nacional

Morreu Fidel Castro. Cuba decreta nove dias de luto nacional

O histórico líder cubano, Fidel Castro, morreu aos 90 anos, anunciou este sábado o seu irmão, o presidente Raúl Castro, na televisão estatal.
Morreu Fidel Castro. Cuba decreta nove dias de luto nacional
Reuters
Lusa 26 de Novembro de 2016 às 09:45

"O comandante-chefe da revolução cubana morreu esta noite às 22:29", afirmou Raúl Castro, que sucedeu a Fidel no poder em 2006.

 

Fidel Castro vai ser cremado ainda este sábado, 26 de Novembro, anunciou o seu irmão, Raúl Castro.

"Em conformidade com a vontade expressa pelo camarada Fidel, os seus restos mortais vão ser cremados às primeiras horas" de sábado, disse o Presidente cubano na televisão estatal.


O anúncio foi feito por Raúl Castro pouco depois das 00:00 (05:00 de sábado em Lisboa).


Entretanto, Cuba decretou nove dias de luto nacional pelo óbito do líder histórico Fidel Castro, que morreu na noite de sexta-feira, aos 90 anos, e anunciou que o funeral vai realizar-se a 4 de Dezembro.

Através de um breve comunicado, o Conselho de Estado cubano decretou "nove dias de luto nacional", desde hoje até ao dia 4 de Dezembro, domingo.

 

Acrescenta que "todas as actividades e espetáculos públicos" serão interrompidos.

 

(Notícia actualizada às 11:11 com mais informação)




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado joaoaviador Há 1 semana

"Hasta la victoria siempre", grito de quem quis a sua vitória acima da vitoria do povo, grito daquele que sempre se achou um libertador e que sempre se comportou coerentemente como um ditador. Mais coerente teria sido porém se tivesse gritado "Hasta la muerte, siempre". Que tenha a paz que nunca proporcionou aos seus!

comentários mais recentes
joaoaviador Há 1 semana

"Hasta la victoria siempre", grito de quem quis a sua vitória acima da vitoria do povo, grito daquele que sempre se achou um libertador e que sempre se comportou coerentemente como um ditador. Mais coerente teria sido porém se tivesse gritado "Hasta la muerte, siempre". Que tenha a paz que nunca proporcionou aos seus!

pub