Economia Morreu Miguel Beleza

Morreu Miguel Beleza

O ex-ministro das Finanças faleceu ao início desta noite, avançou o Correio da Manhã.
Morreu Miguel Beleza
Negócios 22 de junho de 2017 às 21:21

Morreu o economista Miguel Beleza ao início na noite desta quinta-feira, 22 de Junho, avançou o Correio da Manhã. O ex-ministro das Finanças tinha 67 anos e estava em casa, segundo a mesma fonte.

Segundo fontes familiares citadas pela agência Lusa, Miguel Beleza morreu vítima de uma paragem cardio-respiratória.

Luís Miguel Couceiro Pizarro Beleza, nome comleto, nascido em Coimbra a 28 de Abril de 1950, foi ministro das Finanças do XI Governo Constitucional entre 1990 e 1991, era Cavaco Silva primeiro-ministro, tendo a sua actuação sido marcada pela criação da CMVM (Comissão do Mercado de Valores Mobiliários). Colaborou também no processo de adesão de Portugal à União Económica e Monetária.

Foi ainda governador do Banco de Portugal entre 1992 e 1994, tendo-se demitido do cargo em conflito com o então ministro das Finanças, Jorge Braga de Macedo.

Numa entrevista ao Negócios, em 2010, explicou assim o seu desentendimento com Braga de Macedo: "Ele é que se pegou comigo. [riso] Não foi propriamente uma pega, foram algumas diferenças. O Jorge tinha umas ideias sobre taxas de juro de que não gostei, e eram questões que diziam respeito ao Banco de Portugal. Foi um fait-divers. Os objectivos fundamentais que tínhamos em relação às taxas de juro, conseguimos pô-los em prática. Não foi muito grave".

Licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras da Universidade Técnica de Lisboa, em 1972, fez um doutoramento no Massachusets Institute of Technology (MIT), que concluiu em 1979, tendo tido como colegas grandes nomes da economia mundial, caso de Ben Bernanke, ex-presidente da Fed (Reserva Federal norte-americana).

Miguel Beleza era irmão de Leonor Beleza, que ocupou os cargos de ministra da Saúde e vice-presidente da Assembleia da República e actualmente é Presidente da Fundação Champalimaud. 

(notícia actualizada às 21:53)




A sua opinião7
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Adolfo... és um nazi Há 4 minutos

nunca devias ter nascido

Anónimo Há 57 minutos

uma afirmação deste "herói", como comentador - " a expo é um elefante branco, o alqueva é uma manada..." (estudou no MIT !!!!!)

Adolfo Dias Há 1 hora

Nunca devia ter nascido.

Anónimo Há 2 horas

Homem bom? Conheci-o foi bem demais ...

Já agora, outro erro, crasso, da imprensa portuguesa. O Cavaco não o despediu do banco de portugal em 1994 por causa dum conflito com o ministro braga de macedo. Este já o cavaco tinha exonerado uns meses antes, no dia seguinte ao respectivo aniversário ...

Coitado, por culpa própria, a sua vida depois foi de uma decadência pessoal que se acelerou nos últimos 10 anos.

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub