Economia Morreu o jornalista Pedro Romano

Morreu o jornalista Pedro Romano

Pedro Romano, jornalista do Negócios entre 2010 e 2012, faleceu esta quinta-feira, 5 de Outubro, em Braga.
Morreu o jornalista Pedro Romano
Negócios 06 de outubro de 2017 às 10:01

Pedro Romano, jornalista do Negócios entre 2010 e 2012, faleceu quinta-feira, 5 de Outubro, na cidade de Braga, onde residia. Tinha 31 anos.

Pedro Romano, licenciado em Comunicação Social pela Universidade do Minho, fez o seu percurso pelo jornalismo, especializando-se na área da macroeconomia.

Antes disso, tinha sido jornalista do Diário Económico entre 2008 e 2009.

Depois disso trabalhou como assessor do grupo parlamentar do CDS/PP, tendo mais tarde transitado para a Fundação Francisco Manuel dos Santos.

Actualmente trabalhava como freelancer, escrevendo artigos de análise para o Jornal Económico e geria o seu blogue Desvio Colossal.

Pedro Romano era um excelente profissional e um grande amigo.

À família enlutada, o Negócios transmite as mais sentidas condolências.




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 08.10.2017

Discordava totalmente das suas bases teóricas, contudo lamento esta perda.

Serve ainda para lembrar que a morte deste cidadão poderia, independentemente da causa subjacente, ter sido evitada se tivesse triunfado entre nós um modelo social total e tivesse como objectivo a «boa vida» da população.

Anónimo 06.10.2017

Novo demais para partir. Coragem á família para ultrapassar a grande dor pela qual está passando.

Anónimo 06.10.2017

Ninguém merece morrer tão novo. Que a dor da família seja apoiada por todos.