Angola Morreu o primeiro chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas

Morreu o primeiro chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas

O primeiro chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas, general João Baptista de Matos, morreu em Espanha, aos 62 anos, vítima de doença prolongada, este sábado, 4 de Novembro.
Morreu o primeiro chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas
Negócios 04 de novembro de 2017 às 11:14

"Foi com bastante comoção que o Bureau Político do MPLA tomou conhecimento do falecimento do camarada João Baptista de Matos, General João de Matos, destacado combatente de luta pela paz em Angola e antig Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas", refere um comunicado emitido este sábado e citado pelo Novo Jornal. 

João Baptista de Matos foi um dos mais conceituados generais das Forças Armadas Angolanas, que ajudou a criar, a 9 de Outubro de 1991. Entre 1992 e 2001 foi Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas e fundador do Centro de Estudos Estratégicos em Angola.

João Baptista de Matos vivia entre Espanha e Angola há vários anos, sendo públicas as participações que detinha em várias empresas.

Chegou a liderar a força militar angolana enviada para a República Democrática do Congo, a pedido do então Presidente Laurent-Désiré Kabila, na guerra civil que atingiu o país vizinho, em 1998.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

falta o zé tb que esteve la tb.

pertinaz Há 2 semanas

NOTÍCIA COM 3 DIAS DE ATRASO

pub