Justiça Morreu um dos principais arguidos do Monte Branco

Morreu um dos principais arguidos do Monte Branco

Francisco Canas, suspeito de ajudar a fazer sair do país malas clandestinas de dinheiro rumo à Suíça, morreu, segundo a SIC e a TVI. O processo continua em investigação.
Negócios 05 de janeiro de 2017 às 13:21

Morreu Francisco Canas, um dos principais arguidos da operação Monte Branco, e também conhecido como "Zé das Medalhas", estão a avançar a SIC e a TVI.

 

O caso Monte Branco começou a ser investigado em 2011, na sequência da Operação Furacão tornada pública em 2005. Francisco Canas era dono de uma loja na baixa de Lisboa, que, segundo a acusação, serviria de fachada ao negócio, sendo suspeito de ser o intermediário em Portugal do ex-gestor de fortunas Michel Canals.

Segundo a investigação, os clientes portugueses entregavam o seu dinheiro, não declarado ao Fisco, a Michel Canals, que por sua vez o enviava para os seus sócios da empresa Akoya, na Suíça. Estes tratavam de o depositar em bancos de Genebra e Zurique e, a partir daí, os valores seriam, posteriormente, transferidos para uma conta no BPN IFI, de Cabo Verde.

 

Este banco era operado a partir de agências do BPN em Portugal e as verbas eram depois transferidas para contas no BCP, a partir das quais era novamente entregue aos clientes de Canals, já devidamente integrado no circuito bancário. Foi esta rede e os principais agentes que o Ministério Público conseguiu deslindar tendo sido constituídos cinco arguidos: Michel Canals, Nicolas Figueiredo,
Francisco Canas, José Pinto e Ricardo Castro.

Michel Canals deu recentemente uma entrevista à revista Sábado onde diz que, em Portugal, conseguia falar com toda a gente com dinheiro, excepção feita a Belmiro de Azevedo. 




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Abre olhos Há 2 semanas

Pronto já pode avançar o julgamento desse gatuno. Podem mandar a sentença pró inferno que o diabo trata dele. Os outros é melhor deixá-los gozar bem a vida.

André Há 2 semanas

O próximo é o Ricardo Salgado. Também sabe de mais e há muito que foi afastado da maçonaria

João Pais Há 2 semanas

Pode ser julgado e condenado, já cumprir pena é que está livre de o fazer !

Valt Há 2 semanas

Só quando se trata de condecoraçôes, tambem merecia.

ver mais comentários
pub