Cultura Morreu Zé Pedro, guitarrista dos Xutos & Pontapés

Morreu Zé Pedro, guitarrista dos Xutos & Pontapés

O músico morreu esta quinta-feira em casa, aos 61 anos, vítima de doença prolongada.
Morreu Zé Pedro, guitarrista dos Xutos & Pontapés
Correio da Manhã
Negócios 30 de novembro de 2017 às 17:15
O guitarrista dos Xutos & Pontapés e fundador da banda, Zé Pedro, morreu esta quinta-feira, 30 de Novembro, aos 61 anos

A notícia é avançada pela Blitz, que refere que o músico, vítima de doença prolongada, morreu em casa.

O último concerto da banda em que participou foi aquele que encerrou a mais recente digressão dos Xutos, realizado a 4 de Novembro, no Coliseu de Lisboa.

José Pedro Amaro dos Santos Reis, o seu nome completo, nasceu a 14 de setembro de 1956 em Lisboa, numa família de sete irmãos. Até aos seis anos, viveu em Timor, onde o pai - militar - esteve destacado. Nos anos 70 tem o primeiro contacto com a causa "punk", num concerto em França.

Em 1978 é um dos fundadores da banda Delirium Tremens, mais tarde Xutos & Pontapés, com Kalú, Tim e Zé Leonel. Segundo a Blitz, participou ainda nos grupos Os Maduros, Ladrões do Tempo e Palma's Gangs.

O primeiro concerto dos Xutos acontece a 13 de Janeiro de 1979, nos Alunos de Apolo.

É comendador da Ordem do Mérito, condecoração que lhe foi atribuída em Junho de 2004 em conjunto com Kalú, Tim, João Cabeleira e Gui, pelo então Presidente da República, Jorge Sampaio, quando a banda comemorava os 25 anos de carreira.

Há seis anos, Zé Pedro tinha sido submetido a um transplante de fígado, depois de diagnosticado com Hepatite C. O uso de drogas e álcool conduziu a problemas de saúde como o que, em 2001, lhe provocou uma hemorragia interna.

"Enquanto se cá está, tem que se estar a fazer coisas e, se tens a oportunidade de as fazer, não se pode desperdiçar. Felizmente, não sou nada nostálgico. As coisas foram vividas na altura certa e o que foi não volta a ser," disse em 2011, em entrevista à agência Lusa.

As cerimónias fúnebres realizam-se na sexta-feira, em Lisboa, no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa. O velório realiza-se a partir das 16:00, no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, onde, no sábado, é celebrada missa de corpo presente, pelas 14:00. O funeral e a cerimónia de cremação, que se realizam em seguida, são reservados à família.

As reacções

Presidente da Repúblicalamenta morte de um guerreiro "da vontade de viver"

Marcelo Rebelo de Sousa, manifestou hoje o seu pesar pela morte do guitarrista dos Xutos & Pontapés, Zé Pedro, que classificou como um "guerreiro da alegria" e "da vontade de viver". 

"Era um guerreiro da alegria, da vontade de viver, de superar dificuldades, de nunca desistir. Chegou cedo demais o descanso deste guerreiro, que certamente não será esquecido por tantos e tantos amigos que deixou", escreveu o chefe de Estado, numa mensagem colocada no 'site' da Presidência da República.

Ministro da Cultura: "Marca indelével no panorama musical português"

Luís Filipe de Castro Mendes, ministro da Cultura, considera que "Zé Pedro contribuiu de forma decisiva e inovadora para a história da música electrónica em Portugal".

"O seu entusiasmo, carisma e empatia deixaram uma marca indelével no panorama musical português, com músicas que acompanharam várias gerações, que o admiram com reconhecida ternura", refere num comunicado enviado às redacções.


Festa do Avante/PCP: "Empenhado e solidário"
A direcção da Festa do Avante, em comunicado difundido pelo Partido Comunista Português, recorda a "presença de sempre" do guitarrista dos Xutos na festa do partido e o papel na "promoção e valorização da música e da cultura portuguesa."

"Empenhado e solidário, marcou a sua vida pelos valores da paz e da liberdade," refere a direcção da festa emblemática dos comunistas.


Henrique Amaro: "O sorriso" e o "fundador da maior banda de 'rock and roll' de Portugal"

"É uma pessoa muito importante, o sorriso e o fundador da maior banda de 'rock and roll' de Portugal [os Xutos & Pontapés], uma figura que ficará eternamente na história da música produzida em Portugal", afirmou o radialista Henrique Amaro à Lusa.

"Andamos a viver a morte dos outros, dos ícones, dos pilares da nossa 'igreja' há muito -- David Bowie, Kurt Cobain -- mas dos nossos, dos nossos músicos eléctricos, é uma experiência nova. Felizmente não temos tido essa experiência. Até agora, assim próximo desta realidade, só o João Aguardela [dos Sitiados], o João Ribas [dos Censurados] e agora, muito, o Zé Pedro", considerou.


Luís Montez: O "grande ser humano, de coração de ouro"

O diretor da promotora Música no Coração, Luís Montez, destacou o "grande ser humano", com "coração de ouro" que foi o guitarrista dos Xutos & Pontapés, Zé Pedro, afirmando ter conhecido na vida poucas pessoas como ele.

"Um dia triste, perdi um amigo, um grande ser humano, um coração de ouro, para mim, um santo", disse à Lusa Luís Montez, lembrando o "bom homem" e "pessoa de empatia enorme" que existia além do guitarrista. "Se os Xutos duraram o que duraram [38 anos], muito devem a este coração de ouro que era o Zé", defendeu.


Adolfo Luxúria Canibal: "era uma figura da música portuguesa, um exemplo"


O músico e vocalista dos Mão Morta, Adolfo Luxúria Canibal, classifica o guitarrista dos Xutos & Pontapés como "uma pessoa de uma bondade extrema", que nunca se traiu a si próprio. Em declarações à Lusa, declarou que Zé Pedro "era uma figura da música portuguesa, um exemplo". 

"O seu percurso com os Xutos, a forma como criou os Xutos, a forma como lutou para que os Xutos tivessem um nome e a forma como, depois de os Xutos se tornarem numa referência da música moderna portuguesa, do rock em Portugal, a forma como lidou bem com a fama sem nunca se trair a si próprio", destacou o músico.

(notícia actualizada às 19:13 com mais informação)



A sua opinião10
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
azevedos Há 1 semana

Morreu um Homem Bom e um grande Músico. Talvez a alma dos Xutos. Até sempre.

Leonardo Há 2 semanas

Esta lamentavel e prematura morte poderia servir de exemplo para os mais jovens?

Dionisio Há 2 semanas

Descansa em paz Zé Pedro. :-(

Olharapo Há 2 semanas

GRANDE ZÉ !
Deste muitos momentos de puro bem estar a muita gente , fizeste a diferença ...
Fica Bem ...

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub