Economia Motorola diz que tecnologia do SIRESP respondeu como devia em Pedrogão Grande

Motorola diz que tecnologia do SIRESP respondeu como devia em Pedrogão Grande

O sistema de comunicações SIRESP respondeu, em termos tecnológicos, como devia durante o incêndio em Pedrógão Grande, garantiu hoje o director regional de vendas da Motorola, empresa que fornece o equipamento para a infraestrutura.
Motorola diz que tecnologia do SIRESP respondeu como devia em Pedrogão Grande
Vítor Mota/Correio da Manhã
Lusa 20 de setembro de 2017 às 18:28
"Tecnologicamente, a rede respondeu, a parte da infraestrutura como devia ter respondido: degradando o seu nível de serviço para o nível de serviço abaixo, entrando em modo local. Esse é o modo de funcionamento da rede, é assim que é suposto ela responder", disse Hélder Simões Santos, em Londres.

O responsável falava com jornalistas portugueses à margem do lançamento do novo Centro de Inovação da Motorola Solutions na capital britânica, onde tem em demonstração as mais recentes novidades de tecnologia para forças de emergência e segurança pública.

Segundo este responsável, a Motorola está envolvida num grupo de trabalho coordenado pela SIRESP SA para estudar como melhorar a resiliência do sistema de comunicações SIRESP, onde estão também a PT, Ministério de Administração Interna (MAI) e secretaria-Geral do MAI.

Hélder Simões Santos revelou que a empresa fez a análise dos relatórios de registos do equipamento, que já foram analisados e entregues à operadora SIRESP SA, e que estes "são possíveis de serem interpretados para perceber o que correu mal".

A Motorola Solutions é a fornecedora das antenas e estações bases do Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP) desde 2006, quando este foi criado.

A empresa é uma das líderes mundiais em tecnologia de comunicações TETRA [Terrestrial Trunked Radio], usada pelos serviços de emergência e segurança pública pela sua resiliência em missões críticas.

Entre outras características, os terminais permitem comunicar não só com outro utilizador, mas para um canal com vários utilizadores, funcionam mesmo em locais de baixa recepção, podendo entrar em modo local sem necessitar de rede, e têm um tempo de resposta mais curto do que os telemóveis.

Desde 2008, segundo o portal Base.gov, que discrimina todos os contratos públicos, desde 2008 a Motorola Solutions já vendeu equipamentos e prestou serviços no valor de 4,4 milhões de euros a entidades públicas nacionais.



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
General Ciresp 20.09.2017

Para mim a falha deve estar no indicativo,o calor apertou e no momento pedia-se bombeira de saia curtinha sem nada debaixo.Se os mortos podessem pagar ainda eram esfolados depois de mortos.Assim funciona a justica portuguesa.Onde se meteu o pais depois vir esta governacao.So estrangeirada devertida.

Saber mais e Alertas
pub