Américas Mudanças na Casa Branca: Trump deve substituir secretário de Estado por director da CIA

Mudanças na Casa Branca: Trump deve substituir secretário de Estado por director da CIA

Há um plano em cima da mesa e só falta Trump pôr a sua assinatura, diz o The New York Times. Rex Tillerson poderá estar de saída - depois de em Outubro negar esse cenário. Para o seu lugar iria Mike Pompeo, até agora à frente da CIA.
Mudanças na Casa Branca: Trump deve substituir secretário de Estado por director da CIA
Reuters
Paulo Zacarias Gomes 30 de novembro de 2017 às 15:38
Depois de semanas de episódios que davam conta do mal-estar entre o presidente norte-americano e o seu secretário de Estado, parece estar perto o momento da substituição de Rex Tillerson no executivo de Donald Trump.

Segundo o jornal The New York Times, que cita um plano da Casa Branca que ainda não teve a luz verde do presidente, Tillerson - o chefe da diplomacia dos Estados Unidos - deverá ser substituído no cargo por Mike Pompeo, o director da CIA.

Aquele periódico, que se refere a fontes da Casa Branca, acrescenta que já há substituto também para Pompeo, com a indicação do senador republicano Tom Cotton, do Arkansas, aliado de Trump em matérias de segurança nacional. A Reuters diz que a substituição está a ser planeada há semanas.

O plano de transição foi desenhado por John F. Kelly, o chefe de gabinete do presidente - também ele um dos produtos de uma das muitas mexidas que Donald Trump já fez na sua equipa desde que, a 20 de Janeiro deste ano, tomou posse como o 45.º presidente do país. 

Contudo, a porta-voz da Casa Branca veio entretanto garantir que Tillerson está em funções. "Como o presidente disse, 'Rex está aqui.' Neste momento não há anúncios sobre a equipa. O secretário Tillerson continua a liderar o Departamento de Estado e toda a equipa está concentrada em concluir o primeiro ano incrivelmente bem sucedido da administração do presidente Trump," afirmou Sarah Sanders num comunicado citado pela Reuters.

Rex Tillerson, antigo CEO da petrolífera Exxon Mobil, está desde o início na equipa de Donald Trump. Mas as diferenças de opinião entre os dois governantes têm sido evidentes em matérias como o acordo nuclear com o Irão, a problemática relação com a Coreia do Norte e com aliados árabes.

A tensão entre ambos atingiu um pico no início do mês passado, quando foram publicadas notícias que davam conta de que Tillerson teria chamado "idiota" a Trump em conversas privadas, o que alimentou a possibilidade de uma demissão do secretário de Estado.

Um cenário que o próprio desmentiu na altura, embora nunca tenha negado ter chamado "idiota" a Trump. "Nunca ponderei demitir-me. Eu sirvo por indicação do presidente e estarei aqui enquanto o presidente pensar que sou útil para atingir os seus objectivos. (....) Ele ama este país. Ele põe a América e os americanos primeiros. É inteligente. Pede resultados onde que que vá e pede contas aos que estão à sua volta," afirmou na altura Rex Tillerson, em reacção a uma notícia da NBC que dava como iminente a sua saída.

Mike Pompeo, de 53 anos, é desde 23 de Janeiro deste ano o director da CIA. Foi eleito em representação do Kansas para a Câmara dos Representantes de 2011 a 2017.

Já Tom Cotton, de 40 anos, passará - segundo o plano divulgado pelo The New York Times - para a liderança da agência de inteligência norte-americana, deixando o Senado, onde se encontra desde 2015.

(notícia actualizada às 18:07 com mais informação)



Saber mais e Alertas
pub