Cultura Musical "La La Land" lidera os Óscares com 14 nomeações

Musical "La La Land" lidera os Óscares com 14 nomeações

O musical "La La Land: Melodia de amor", de Damien Chazelle, soma 14 nomeações para os prémios Óscares, de cinema, anunciados esta terça-feira pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos.
A carregar o vídeo ...
Lusa 24 de janeiro de 2017 às 14:15

O filme, que se estreia esta quinta-feira nos cinemas portugueses, está nomeado na maioria das categorias dos prémios, incluindo melhor filme, realização, argumento original e banda sonora, tem ainda uma dupla nomeação para melhor canção e para melhor actor e actriz principais, com o par Ryan Gosling e Emma Stone.

 

"La La Land: Melodia de amor" iguala, em número de nomeações, os filmes "Titanic" (1997) e "Eva" (1950).

 

Segundo a BBC, o filme supera as 13 nomeações do musical "Mary Popppins" (1964).

 

Na categoria de "Melhor realização" estão nomeados Damien Chazelle, Tom Ford ("Animais Noturnos"), Barry Jenkins ("Moonlight") e Kenneth Lonergan ("Manchester by the sea") - todos indicados pela primeira vez - e ainda Mel Gibson ("O herói de Hacksaw Ridge").

 

Para melhor filme foram nomeados "Primeiro Encontro", "Vedações", "O herói de Hacksaw Ridge", "Hell or High Water - Custe o que custar!", "La La Land: Melodia de amor", "Lion - A longa estrada para casa", "Manchester by the sea" e "Moonlight".

 

Para melhor filme estrangeiro, em língua não inglesa, estão nomeados "Toni Erdman" (Alemanha), "Land of mine" (Dinamarca), "A man called Ove" (Suécia), "Tanna" (Austrália) e "O vendedor" (Irão).

 

A 89.ª cerimónia dos Óscares está marcada para 26 de Fevereiro, em Los Angeles, com apresentação de Jimmy Kimmel.

 

Os Óscares são atribuídos pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos.


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
}
pub