Economia Nacionalizar ou não. Eis a questão
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Nacionalizar ou não. Eis a questão

Nas últimas semanas tem vindo a ganhar a hipótese uma nacionalização do Novo Banco. Ricardo Cabral defende-a como melhor opção. Joaquim Miranda Sarmento opõe-se, mas admite manter o Novo Banco no Fundo de Resolução.
Nacionalizar ou não. Eis a questão
Rui Peres Jorge 10 de janeiro de 2017 às 10:30



Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
manuelfaf Há 1 semana

Pondo as questões de "diabolizar de capital estrangeiro", "Abuso político na gestão", "Defesa do património público", socialismo, capitalismo, etc. As questões que se devem pôr são as seguinte. O Novo Banco é um bom negócio? Tem mercado? Possibilita retorno financeiro? É uma empresa e sector condenado à falência? Quanto pagam para eu a vender? Entre o que já paguei e o que vou receber, qual o saldo? Serão os interessados em comprar burros em comprar uma empresa condenada à falência, ou burros somos nos em vender-la com desconto. Se fosse ao contrário, os interessados em comprar agora, venderiam-na pelo mesmo preço a nos?
Estas questões levam a uma questão que resume a outras.
Com tanta discrepância de valores, tem que haver um otário. Será você contribuinte, ou a Lone Star e outros proponentes?

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub