Europa Nova sondagem aproxima ligeiramente SPD de Merkel

Nova sondagem aproxima ligeiramente SPD de Merkel

O estudo de opinião da Forsa para a RTL mostra a CDU recua um ponto percentual para 36% das intenções de voto enquanto o SPD permanece inalterado nos 23%. Já o Die Linke ganha ligeira vantagem na luta pelo terceiro lugar.
Nova sondagem aproxima ligeiramente SPD de Merkel
David Santiago 19 de setembro de 2017 às 13:27

Apesar de uma pequena queda nas intenções de voto, os democratas-cristãos (CDU) liderados por Angela Merkel continuam em velocidade de cruzeiro para vencer as eleições federais que terão lugar no próximo domingo.

 

De acordo com a sondagem semanal da Forsa para a RTL divulgada na manhã desta terça-feira, 19 de Setembro, a CDU da chanceler alemã cai um ponto percentual para 36% das intenções de voto, o que permite aos social-democratas (SPD) de Martin Schulz garantirem uma pequena aproximação já que permanecem inalterados nos 23% já registados na semana passada.

 

Mais animada continua a luta pelo último lugar do pódio eleitoral, com três partidos separados por somente um ponto percentual. Os esquerdistas do Die Linke levam vantagem com 10%, ligeiramente à frente dos 9% das intenções de voto granjeados pelos liberais do FDP e pelo partido xenófobo e anti-islão Alternativa para a Alemanha (AfD). Já os Verdes aparecem na sexta posição com 8%.

 

Os dados revelados por este estudo de opinião reduzem o número de cenários de coligações pós-eleitorais possíveis. Desde logo porque as intenções de voto dos aliados naturais CDU e FDP não bastaria para alcançar a maioria absoluta na câmara baixa do Bundestag (Parlamento alemão).

 

O que vem dar força à reedição da "grande coligação" entre democratas-cristãos e social-democratas, fórmula através da qual Angela Merkel governou em dois dos três mandatos (no primeiro e no terceiro) como chanceler germânica.

 

Outra alternativa passaria por uma inédita e de difícil concretização coligação chamada Jamaica (as cores dos três partidos são as mesmas da bandeira jamaicana), reunindo num mesmo governo a CDU, o FDP e os Verdes. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub