Política Nova sondagem mantém Clinton com ligeira vantagem sobre Trump

Nova sondagem mantém Clinton com ligeira vantagem sobre Trump

Numa altura em que se aproxima do fim a campanha eleitoral para as presidenciais norte-americanas, uma sondagem do New York Times e da CBS continua a atribuir a vitória a Hillary Clinton, que mantém uma vantagem sobre Donald Trump dentro da margem de erro.
Nova sondagem mantém Clinton com ligeira vantagem sobre Trump
Reuters
David Santiago 03 de Novembro de 2016 às 15:35

A corrida à Casa Branca continua bastante renhida, pese embora se aproxime o final da campanha eleitoral e o dia das decisões propriamente dito (8 de Novembro). Uma sondagem do New York Times e da CBS divulgada esta quinta-feira, 3 de Novembro, mantém os principais candidatos à vitória separados por apenas 3 pontos percentuais.

 

Este estudo de opinião atribui 45% das intenções de voto à candidata do Partido Democrata, Hillary Clinton, e 43% ao rival do Partido Republicano, Donald Trump, uma distância dentro da margem de erro da sondagem. Já o candidato do partido Libertário, Gary Johnson, recolhe 5% das intenções de voto, enquanto Jill Stein, dos Verdes, obtém 4%.

 

Os inquiridos nesta sondagem demonstraram ainda que na sua maioria estão já decididos quanto ao sentido de voto, pelo que eventuais revelações que venham a ser feitas sobre qualquer um dos principais candidatos não terá grandes repercussões. Por exemplo, o FBI reabriu uma investigação ao caso dos e-mails enviados através da conta pessoal de Clinton quando esta era ainda secretária de Estado.

Depois de a partir de meados de Outubro Clinton ter alargado a vantagem sobre o seu rival após a divulgação de um vídeo, datado de 2005, em que Trump fazia comentários sexistas, nas últimas semanas o polémico candidato republicano recuperou parte desse terreno perdido. Já numa sondagem divulgada esta semana pelo jornal The Washington Post e pela televisão ABC, o magnata do imobiliário surgia mesmo à frente de Clinton, o que aconteceu pela primeira vez desde Maio nas sondagens publicadas por estes dois órgãos de comunicação. 

 

Clinton continua a beneficiar de maior aceitação junto do eleitorado feminino, em que recolhe uma vantagem de 14 pontos percentuais face a Trump que, por sua vez, lidera com uma vantagem de 11 pontos no eleitorado masculino. O New York Times refere ainda que o apoio entre as mulheres brancas que nas últimas três eleições apoiaram candidatos oriundos do Grand Old Party surge dividido entre os dois potenciais vencedores das presidenciais da próxima terça-feira.

 

Nesta altura já votaram mais de 22 milhões de eleitores norte-americanos, uma afluência superior ao que é habitual a esta distância temporal das eleições. Muitos eleitores justificam o voto prévio por se antecipar uma grande participação eleitoral no dia 8 de Novembro, com os eleitores a tentarem assim evitar esperar nas expectáveis longas filas. Cerca de um em cada cinco dos inquiridos pela sondagem supracitada já votaram.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Ricardo Correia Há 6 dias

infelizmente, vença quem vencer, será um desequilibrado a gerir os destinos da maior potência mundial. Em conversa com familiares residentes nos Estados Unidos foi-me garantida a vitória de Trump. Mas são opiniões e valem o que valem

pub
pub
pub
pub