Mundo Nova sondagem dá 11 pontos de vantagem a Clinton sobre Trump

Nova sondagem dá 11 pontos de vantagem a Clinton sobre Trump

Uma sondagem realizada no passado fim-de-semana confirma que a recente divulgação de um vídeo em que Donald Trump surge a fazer comentários sexistas prejudicou as intenções de voto do candidato republicano. Hillary elevou vantagem sobre Trump para 11 pontos.
O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens O segundo debate entre Trump e Clinton em imagens
David Santiago 10 de Outubro de 2016 às 18:14

O apoio a Donald Trump caiu a pique durante o último fim-de-semana, na sequência da divulgação de um vídeo com mais de 10 anos (datado de 2005) e em que o polémico candidato republicano realiza vários comentários sexistas. Mesmo depois dos vários pedidos de desculpa, as intenções de voto favoráveis ao magnata do imobiliário foram muito penalizadas por este novo incidente.

 

O estudo de opinião levado a cabo pelo Wall Street Journal e pela NBC durante o último fim-de-semana mostra que a vantagem de Hillary Clinton, candidata democrata às presidenciais norte-americanas agendadas para o próximo mês de Novembro, subiu dos seis pontos percentuais verificados no último estudo (feito em Setembro) para 11 pontos.

 

Esta sondagem contempla também outros candidatos, o que reforça a convicção de vitória de Hillary Clinton, que nas últimas semanas tem conseguido algum distanciamento face ao seu rival apoiado pelo Partido Republicano, em especial depois de a antiga primeira-dama ter sido considerada a vencedora do primeiro debate com Trump.

 

No entanto, o estudo de opinião em causa não leva em conta o frente a frente realizado este domingo, e em que Clinton foi uma vez mais considerada a vencedora. Além de a generalidade das sondagens dar a vitória a Clinton neste debate, os analistas consultados pela CNN consideram que a antiga secretária de Estado no primeiro mandato do ainda presidente Barack Obama ganhou e que as ameaças de prisão feitas durante o debate por Trump à sua adversária foram claramente negativas para o multimilionário.

 

Como tal, aquilo a que Trump chamou de "comentários de balneário" acabou por ser extremamente penalizador para o candidato que, confrontado com a gravidade desses comentários durante o último debate, preferiu acusar o marido e ex-presidente Bill Clinton de, ele sim, ter tido acções que configuram assédio sexual.

 

Esta sondagem Wall Street Journal/NBC mostra ainda que dos 500 inquiridos, 38% consideram que Trump não está qualificado para ser presidente dos Estados Unidos, embora 42% defendam que o candidato republicano não deve retirar a sua candidatura.

 

Ainda assim, 42% dos inquiridos consideram que o vídeo em causa não deve ser tido em conta nesta corrida presidencial, até porque Trump já se desculpou.

 

Porém, percebe-se que o apoio no seio de cada um dos principais partidos é maior relativamente a Clinton. Enquanto 85% dos democratas dizem que irão votar em Hillary, apenas 72% dos republicanos asseguram votar em Trump.

 

Por outro lado, esta sondagem reforça ainda os sinais de que Hillary Clinton está a conseguir conquistar o importante eleitorado feminino, também beneficiando das várias afirmações polémicas em que Trump denota um carácter machista.

 

A vantagem de Clinton no eleitorado feminino cresceu 21 pontos percentuais, valor que compara com a vantagem de 12 pontos detida pela democrata no estudo realizado por estes dois órgãos de comunicação social em Setembro. Já Trump mantém uma curta vantagem (cerca de um ponto percentual) em relação a Clinton no que ao segmento masculino diz respeito.




A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Julia Correia Há 3 semanas

Vai ser como Marcelo em Portugal, que ganhe o mal menor...

Carlos Oliveira Há 3 semanas

Só?

Camila Oliveira Há 3 semanas

O homem não disse nenhuma mentira,se elas se oferecem por que não aproveitar o marido da Clinton também tinha sempre uma menina debaixo da secretaria...

Simões Álvaro Há 3 semanas

Temporáriamente... pois vejo muitos telhados de vidro e há por lá temporais...!

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub