União Europeia Novo máximo histórico na confiança dos empresários alemães

Novo máximo histórico na confiança dos empresários alemães

Os sectores industrial e da construção renovaram máximos recorde no que diz respeito à confiança dos empresários na maior economia europeia. Já a actividade grossista sinaliza expectativas menos optimistas.
Novo máximo histórico na confiança dos empresários alemães
Reuters
Paulo Zacarias Gomes 25 de outubro de 2017 às 10:26
Os empresários alemães continuam confiantes com a evolução da situação económica e, em Outubro, os níveis voltaram a registar novos máximos históricos.

Dos 115,3 pontos registados em Setembro passado, o índice Ifo passou para 116,7 pontos em Outubro, com as empresas da maior economia do euro a mostrarem-se "muito optimistas com os meses que aí vêem", lê-se no comunicado daquele instituto alemão.

Além das melhores perspectivas em relação à situação futura, os empresários reviram ainda em alta a sua avaliação em relação ao momento presente para as suas actividades.

A componente relativa ao sector industrial também acompanhou a tendência e atingiu também um máximo histórico, com o optimismo a ser patente sobretudo nos produtores de bens e a denotar um aumento da utilização de capacidade instalada - o que sinaliza um reforço da procura. 

Novo recorde igualmente na construção, motivado por melhores expectativas de negócio por parte dos empreiteiros.

O retalho acompanha o sentimento positivo, com melhores avaliações da situação presente e relativas aos próximos trimestres e também com muitos dos empresários da área a admitirem o aumento de preços. A confiança está próxima de máximo histórico.

Já no sector grossista o Ifo detectou algum abrandamento na actividade, com os empresários menos satisfeitos com a situação actual, bem como com a evolução nos próximos meses. O nível de confiança está, neste caso, em mínimos do arranque do ano.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar