Ásia Novo míssil de Pyongyang: Seul diz que é "provocação", Moscovo e Pequim "preocupados"

Novo míssil de Pyongyang: Seul diz que é "provocação", Moscovo e Pequim "preocupados"

A Coreia do Norte levou este sábado,13 de Maio, a cabo um novo teste de míssil, a partir da sua base de Kusong, a norte de Pyongyang.
Novo míssil de Pyongyang: Seul diz que é "provocação", Moscovo e Pequim "preocupados"
Reuters
Negócios com Lusa 14 de maio de 2017 às 08:37

A China e a Rússia estão "preocupadas com a escalada de tensão" na península coreana, após o lançamento de um míssil pela Coreia do Norte em violação das resoluções da ONU, afirmou este sábado o Kremlin.


O presidente russo, Vladimir Putin, e o seu homólogo chinês, Xi Jinping, "discutiram em detalhe a situação na península coreana" durante um encontro, em Pequim, e "as duas partes exprimiram a sua preocupação para com uma escalada de tensão", declarou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, aos jornalistas.

O recém-empossado Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-In, já tinha antes classificado como "perigosa provocação" o lançamento de um míssil balístico pela Coreia do Norte, o primeiro desde que assumiu o poder.

Moon Jae-In condenou veementemente o lançamento devido ao facto de esta "provocação" ter ocorrido apenas dias depois da tomada de posse de uma nova administração na Coreia do Sul, declarou o porta-voz presidencial Yoon Young-chan, após uma reunião de urgência do Conselho Nacional de Segurança.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 14.05.2017

Tal qual a USA com o islão também a China e a Russia deram a corda ao inimigo com a qual serão enforcados.

Conselheiro de Trump 14.05.2017

Sem vontade de todos,o norte coreia vai achando graca encomodar o proximo.Nao sem se sabem por onde este cancro esta enraizado,secavam as raizes que o alimentam e de seguida seca-lo.Medicina com passos ainda muito curtos.

pub
pub
pub
pub