Mundo Número de mortos no México já ultrapassa os 216

Número de mortos no México já ultrapassa os 216

Pelo menos 21 crianças morreram depois de uma escola ter ruído na sequência do forte abalo. Não há, para já, registo de portugueses entre as vítimas mortais.
Número de mortos no México já ultrapassa os 216
Reuters
Negócios 20 de setembro de 2017 às 07:44

Pelo menos 216 pessoas perderam a vida no sismo de magnitude 7,1 que abalou o centro do México esta terça-feira, segundo o mais recente balanço da Protecção Civil, citado pela Reuters. 

 

A agência de Protecção Civil chegou a avançar que o número de vítimas mortais era já de 248, enquanto o Governo declarou que já superava as 220. Entretanto, os números foram revistos para 216. Entre as vítimas estarão 21 crianças numa escola que ruiu na capital.

 

"Cerca de 117 pessoas perderam a vida na cidade do México, 39 em Puebla, 55 em Morelos, 12 no Estado do México e uma em Guerrero", disse à estação Televisa o secretário de Estado do Interior, Miguel Ángel Osorio, citado pelas agências AFP e EFE.

 

De acordo com as autoridades, 45 edifícios ruíram, havendo a possibilidade de estarem pessoas sob os escombros.

 

Para já não há registo de portugueses entre as vítimas mortais. O abalo provocou "imensos estragos, mas até agora não há notícia de vítimas portuguesas", adiantou à Lusa, por mensagem, o embaixador Jorge Roza de Oliveira.

 

O sismo desta terça-feira, com epicentro a 12 quilómetros a sudeste de Axochiapan, no Estado central de Morelos, aconteceu no dia em que se completaram 32 anos desde que um poderoso terramoto deixou milhares de mortes na Cidade do México. Há menos de duas semanas, um outro sismo de magnitude 8,4 vitimou quase uma centena de pessoas. 

 

O Presidente da República português, Marcelo Rebelo de Sousa, enviou uma mensagem de pesar ao homólogo mexicano. "Os meus pensamentos estão com as vítimas, os seus familiares e todos aqueles que foram afetados por este sismo", afirma Marcelo Rebelo de Sousa na mensagem enviada a Enrique Peña Nieto e disponibilizada no site da Presidência da República Portuguesa.

Também o primeiro-ministro António Costa sublinhou que o Governo português já enviou as suas condolências a Peña Nieto. "Já apresentámos as nossas condolências ao povo mexicano e ao Presidente da República Federativa do México por mais esta catástrofe natural. Estamos perante uma catástrofe natural que entristece todos", declarou António Costa, no final de uma reunião de chefes de Estado e de Governo da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Nova Iorque, na sede da missão do Brasil nas Nações Unidas. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub