Política Nuno Magalhães: Silêncio de António Costa "está tornar-se ensurdecedor"

Nuno Magalhães: Silêncio de António Costa "está tornar-se ensurdecedor"

O líder parlamentar do CDS-PP insistiu esta quinta-feira na demissão dos ministros da Defesa e da Administração Interna.  Em entrevista à TSF, Nuno Magalhães diz que ambos estão "definitivamente" fragilizados e que não deveria ser preciso esperar pelo fim das investigações.
Nuno Magalhães: Silêncio de António Costa "está tornar-se ensurdecedor"
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 06 de julho de 2017 às 10:10

Os "desafios não se compadecem com ministros a prazo", declarou esta quinta-feira, 6 de Julho, o líder parlamentar do CDS-PP em entrevista à TSF. Nuno Magalhães fez coro com Assunção Cristas que, também em entrevista a uma rádio, a Antena 1, pediu a demissão de Constança Urbano de Sousa e Azeredo Lopes.

 

"As situações são demasiado graves para se estar à espera do inquérito exaustivo", diz o deputado, acrescentando que não quer "acreditar que o Governo esteja a arranjar o melhor momento comunicacional" para remodelar".

 

"Está a tornar-se ensurdecedor o silêncio do primeiro-ministro em relação a dois casos que são diferentes mas ambos são gravíssimos", insistiu, lembrando que estas "são áreas onde é preciso comando e não alguém que esteja a prazo".

 

Nuno Magalhães criticou também as cativações levadas a cabo pelo ministro das Finanças, afirmando que "estas cativações de mil milhões de euros, do ponto de vista do número só têm semelhança com aquelas feitas pelo Primeiro-Ministro José Sócrates quando estávamos à beira da troika".

 

Na sua opinião "o Estado da nação "não é tão positivo quanto se quer vender às vezes" e a esquerda mantem-se "unida pela vontade de poder" e "para evitar que quem ganhou nas urnas regresse ao poder". "Tanto PCP como Bloco de Esquerda depressa se enamoraram do poder", remata.



A sua opinião10
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
eleitor 06.07.2017

Mas........menos ensurdecedor que as peixeiradas diárias com que o CDS-e PSD nos brindam diariamente tal é o medo de perderem as autárquicas........os Portugueses já vos excluíram !

Anónimo 06.07.2017

Vai ter com o irrevogável e os seus gastos indecorosos na defesa. Tem vergonha.

Anónimo 06.07.2017

O algodão não engana: 3 BANCARROTAS, tragédia da ponte, LADRÃO44, PEDOFILIA, tragédia de Pedrógão Grande, assalto ao quartel, etc. Povo fujam, fujam ...

A grande Herança da quadrilha do laranjal escavaca 06.07.2017

A nossa direi-talha é muito Estalinista,mas a geringonça vai correr com esta gente que só quer viver há custa dos nosso impostos.fabricam fogos assaltos aos bancos armas e submarinos. e desgraça nada fazem para o País progredir,vão a traz do diabo com a ladainha das mentiras e trapalhadas,

ver mais comentários
pub