Américas Obama acaba com regime especial de residência para cubanos

Obama acaba com regime especial de residência para cubanos

O Governo de Cuba afirmou hoje que o anúncio feito por Barack Obama é um "passo importante" e comprometeu-se a receber todos os cubanos deportados por tentarem entrar ilegalmente nos Estados Unidos.
Obama acaba com regime especial de residência para cubanos
Reuters
Lusa 13 de Janeiro de 2017 às 00:53
O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou hoje que acabou, com efeito imediato, com o regime em vigor há décadas que concede autorizações de residência aos imigrantes ilegais cubanos que chegam a território norte-americano.

Dois anos após o início da aproximação entre os dois países, a revogação daquele regime especial satisfaz um pedido de longa data do regime comunista de Havana, que o considerava um incentivo ao exílio dos cubanos.

"Hoje, os Estados Unidos atingiram o marco para normalizar as relações com Cuba (...) com o fim da política conhecida como 'pés secos, pés molhados' criada há mais de 20 anos e projectada para uma era diferente", disse, em comunicado, Barack Obama.

O Presidente norte-americano acrescentou que aquela medida significa que a partir de agora, os Estados Unidos vão "tratar os imigrantes cubanos da mesma forma que imigrantes de outros países".

As autoridades cubanas, por seu lado, comprometeram-se a aceitar o regresso de cubanos expulsos dos Estados Unidos.

A decisão é um grande passo na aproximação entre Washington e Havana, depois de os países terem retomado as relações bilaterais de surpresa a 17 de Dezembro de 2014.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 5 dias

Vamos ver agora que festa fazem os que tiverem que retornar... Possivelmente ainda vão ter saudades dos tempos de Fidel Castro!

pub