Mundo Obama acredita que teria vencido Trump. "Nem pensar", diz presidente eleito

Obama acredita que teria vencido Trump. "Nem pensar", diz presidente eleito

O ainda presidente dos EUA afirmou que se tivesse sido ele a concorrer contra Donald Trump teria vencido o multimilionário. Trump respondeu no Twitter e garantiu que "nem pensar".
Obama acredita que teria vencido Trump. "Nem pensar", diz presidente eleito
Kevin Lamarque /Reuters
David Santiago 27 de Dezembro de 2016 às 08:07

O presidente norte-americano ainda em funções, Barack Obama, afirmou, numa entrevista divulgada na passada segunda-feira, 26 de Dezembro, que "se eu me pudesse ter candidatado outra vez" poderia ter derrotado Donald Trump, que acabou por ser eleito vencendo a candidata democrata, Hillary Clinton.

 

Obama fez assim aquela que terá sido a crítica mais directa à candidatura da sua ex-secretária de Estado, acusando a mesma de ter sido demasiado cautelosa e "jogado à defesa". "Se pensares que estás a vencer, então terás uma tendência para, como no desporto, jogar à defesa", disse Obama na entrevista concedida ao analista da CNN e seu antigo conselheiro, David Axelrod.  

 

Obama disse ainda que Hillary Clinton, "compreensivelmente", olhou para o seu adversário e para o tipo de afirmações que fazia e acabou por "se focar nisso mesmo". "Se em me tivesse recandidatado (…) acho que conseguiria mobilizar a maioria do eleitorado americano", afirmou Obama para quem o problema não esteve na ideia propalada de que o Partido Democrata deixou desamparados os brancos da classe trabalhadora. Para Obama o problema residiu essencialmente na incapacidade de "comunicação".

 

Quem não demorou a responder foi o próprio presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, que na sua habitual senda de afirmações feitas no Twitter garantiu que a convicção de Obama de que se pudesse recandidatar-se teria vencido está completamente fora da realidade: "Nem pensar! – empregos a desaparecer, ISIS, Obamacare, etc", disse Trump elencando políticas do ainda presidente que o multimilionário nova-iorquino considera terem sido completamente falhadas.

 

Em declarações ao Washington Post, David Axelrod sustentou que a perspectiva de Obama é de alguém que acredita que "a sua visão progressista e a visão que ele liderou é ainda maioritária no país", pelo que o ainda presidente "prefere demonstrar esperança no futuro". Ainda assim, Obama não deixou de elogiar Clinton considerando que a antiga responsável pela diplomacia americana no seu primeiro mandato tem sido alvo de críticas injustas.




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

O Obongo vai ficar na históriacomo o presidente americano que conseguiu em tempo record destruir a Síria ao armar os "rebeldes bons" e promover o caos na Líbia que levou à morte por afogamento de milhares de migrantes. Ele queria a democracia nestes países, mas de boas intençôes...

Anónimo Há 2 semanas

Whishfull thinking ... O paleio dificilmente se coluna com a realidade,contrariamente ao que os bem pensantes da esquerda pensam !!!

Rado Há 2 semanas

Sim. Obama teria vencido.

Criador de Touros Há 2 semanas

Obama é o idiota muçulmano comunista trotskista que abriu as portas ao Estado Islâmico: um palhaço !!...

pub