Américas Obama atribui Medalha da Liberdade a um Joe Biden em lágrimas

Obama atribui Medalha da Liberdade a um Joe Biden em lágrimas

Sem que Joe Biden estivesse à espera, o ainda presidente dos EUA atribuiu-lhe a Medalha da Liberdade, a mais alta distinção civil no país. O vice-presidente não escondeu a surpresa e ficou muito emocionado.
David Santiago 13 de janeiro de 2017 às 11:32

Barack Obama apanhou o seu vice-presidente, Joe Biden, 74 anos, de surpresa ao atribuir-lhe a mais alta distinção civil norte-americana numa cerimónia realizada na noite desta quinta-feira, na Casa Branca.

 

"Neste últimos dias enquanto presidente estou feliz por agraciar a maior distinção civil da nossa nação", disse o presidente norte-americano apanhando completamente de surpresa aquele que foi o seu número dois ao longo de oito anos na Casa Branca. Sem conter as lágrimas, Joe Biden repetiu várias vezes que "eu não merecia isto", acabando por receber a condecoração visivelmente emocionado.

 

Segundos antes Obama tinha agradecido a Biden "pela sua fé nos compatriotas americanos, pelo teu amor pelo nosso país e pelos serviços prestados em toda uma vida que irão perdurar durante gerações", assim justificando a entrega da Medalha da Liberdade.

 

Obama descreveu Biden como "um homem extraordinário, com uma extraordinária carreira de serviço público" e garantiu que ele "foi a melhor escolha possível [para número dois], nas apenas para mim mas para o povo americano". "É um leão da história americana", atirou Obama.

 

O vice-presidente dos Estados Unidos discursou de seguida, agradecendo à sua mulher e filhos pelo apoio dado durante todos estes anos de vida política e sublinhando ter feito parte "de uma jornada notável que fez coisas notáveis".

 

Já falando sobre Obama, Biden agradeceu também à família do presidente americano pela dedicação e serviços prestados ao país. "Senhor presidente, estou em dívida consigo. Estou em dívida para com a tua amizade. Estou em dívida para com a sua família", acrescentou.

 

No seu habitual estilo, Obama diria que esta é mais uma oportunidade para na internet se possa brincar com o "romance" mantido entre os dois mais altos responsáveis políticos americanos.

 

A visível cumplicidade entre Obama e Biden ficará certamente para a história política americana como uma das relações mais próximas alguma vez mantidas entre um presidente e o seu número dois.

 

A escassos dias de abandonarem a Casa Branca . Donald Trump toma posse como presidente dos EUA no próximo dia 20 de Janeiro - Barack Obama diria depois que a carreira de Biden "está longe de terminar", antecipando que o antigo senador democrata dará ainda um importante contributo.

 

O próprio Biden assumiu que pretende continuar activo no seio do Partido Democrata. Entre outras coisas, Joe Biden planeia continuar a colaborar com as universidades de Delaware e da Pensilvânia, bem como continuar a empenhar esforços na luta contra o cancro, doença que vitimou o seu filho em 2015.

 

Escolhido em 2008 para completar o "ticket" democrata às presidenciais que deram a primeira vitória presidencial de Obama, Joe Biden surgiu como uma aposta que pretendia apelar aos votos da classe-média e classe trabalhadoras. Biden fora durante um largo período senador pelo Delaware, muito conceituado também pelos seus conhecimentos em matéria de política externa.

 

A Medalha da Liberdade foi instituída em 1963 pelo então presidente John F. Kennedy e dirige-se a consagrar "contribuições especialmente meritosas para a segurança ou interesses nacionais dos Estados Unidos".




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

Obama pensa da mesma maneira da Mário Soares e Marcelo.

Anónimo Há 1 semana

Obama vai ter saudades e os cidadãos do Mundo tambem. Nunca mais vai viver os momentos bons e os menos bons que foram passados pela causa da Humanidade.

Anónimo Há 1 semana

Podia ter deixado para o Marcelo

pub
pub
pub
pub