Defesa Obama defende estratégia antiterrorista com perspectiva inteligente de longo prazo

Obama defende estratégia antiterrorista com perspectiva inteligente de longo prazo

O presidente norte-americano, Barack Obama, defendeu que a estratégia antiterrorista que os Estados Unidos devem seguir deve ser desenhada numa perspectiva inteligente de longo prazo, para que possa ser sustentável ao longo do tempo.
Obama defende estratégia antiterrorista com perspectiva inteligente de longo prazo
Reuters
Lusa 06 de dezembro de 2016 às 22:28

Obama escolheu a base aérea de MacDill, em Tampa, na Florida, a sede do Comando das Operações Especiais norte-americanas e do Comando Central dos Estados Unidos, para proferir o seu último grande discurso sobre segurança nacional antes de deixar a Casa Branca, em Janeiro.

 

O presidente norte-americano defende uma estratégia antiterrorista que assente nas forças especiais dos Estados Unidos e nos grupos locais e não uma intervenção em larga escala das forças norte-americanas de terreno.

 

Recordando que ficará na história como o primeiro presidente norte-americano a cumprir dois mandatos completos em guerra, Barack Obama considerou que os Estados Unidos construíram uma "rede de parceiros" para ajudar a lutar contra os extremistas e que o país "está a quebrar" o Estado Islâmico.

 

O chefe de Estado alertou ainda que, durante a sua administração, os Estados Unidos sofreram grandes atentados terroristas e chamou a atenção para os perigos dos "lobos solitários", que provocaram episódios como os tiroteios de San Bernardino (Califórnia) ou Orlando (Florida). "Não tivemos uma vitória clara e definida" contra o terrorismo, reconheceu.


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub