Américas Obama faz discurso de despedida a 10 de Janeiro em Chicago

Obama faz discurso de despedida a 10 de Janeiro em Chicago

O presidente dos Estados Unidos vai aproveitar o seu discurso para recordar o seu percurso enquanto líder da Casa Branca e para agradecer a todos os norte-americanos.
Obama faz discurso de despedida a 10 de Janeiro em Chicago
REUTERS
Rita Faria 02 de janeiro de 2017 às 11:51

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, vai realizar o seu discurso de despedida no dia 10 de Janeiro, no qual reflectirá sobre o seu percurso enquanto líder da Casa Branca e agradecerá aos seus apoiantes, anunciou o próprio esta segunda-feira, 2 de Janeiro, num comunicado citado pela Reuters.

 

Obama vai fazer o seu último discurso como presidente dos Estados Unidos em Chicago. 

 

"Estou a pensar [sobre as observações] como uma oportunidade de dizer obrigado por esta viagem incrível, de comemorar a forma como mudaram este país para melhor nos últimos oito anos, e de oferecer algumas ideias sobre o futuro", afirmou o presidente.

 

O discurso de Barack Obama será, assim, proferido dez dias antes de o presidente eleito Donald Trump tomar posse, a 20 de Janeiro. Durante a sua campanha, o empresário prometeu desfazer muitas das medidas políticas do antecessor, incluindo a sua lei dirigida aos cuidados de saúde, denominada Obamacare.

 

Obama, que fez campanha pela candidata democrata, Hillary Clinton, procurou assegurar uma transição suave do poder, apesar das grandes diferenças políticas que o separam de Trump.

 

"Desde 2009, enfrentámos a nossa quota-parte de desafios, e isso deixou-nos mais fortes", disse Obama, no comunicado. "Isso é porque nunca deixámos de lado uma crença que nos guiou desde a nossa fundação – a nossa convicção de que, juntos, podemos mudar este país para melhor".




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub