Américas Obama foi sorteado para integrar júri em julgamento... mas acabou dispensado

Obama foi sorteado para integrar júri em julgamento... mas acabou dispensado

Obama não é o primeiro presidente norte-americano a ser convocado para um sorteio de jurados, dever que numerosos dos seus concidadãos procuram evitar.
Obama foi sorteado para integrar júri em julgamento... mas acabou dispensado
Lusa 09 de novembro de 2017 às 07:51
O antigo Presidente dos EUA Barack Obama deslocou-se na quarta-feira a um tribunal da sua cidade de Chicago, em resposta, como qualquer cidadão norte-americano, a uma convocatória para selecção de jurados. 

Mas, ao contrário das outras pessoas escolhidas ao acaso nas listas eleitorais ou no registo de cartas de condução, Obama chegou num cortejo automóvel, acompanhado de guarda-costas e esperado por numerosos jornalistas.

Apertou a mão a várias pessoas, espantando-se por ver que algumas tinham vindo com exemplares de livros seus para que ele lhes fizesse umas dedicatórias.

"Obrigado a todos por servirem num júri. Ou, pelo menos, por estarem prontos para o fazerem", declarou o ex-Presidente democrata.

Antigo professor de Direito, Obama esperou como os outros para saber se tinha sido escolhido pata integrar um júri num processo.

Mas saiu do tribunal a meio do dia, depois de ter sido excluído, ao acaso, à semelhança de outras pessoas, noticiou o diário local Chicago Tribune.

Se tivesse sido sorteado para integrar o júri, Obama seria pago com a soma padrão de 17,20 dólares (14,8 euros) por dia.

Obama não é o primeiro Presidente norte-americano a ser convocado para um sorteio de jurados, dever que numerosos dos seus concidadãos procuram evitar.

O seu antecessor na Casa Branca, o republicano George W. Bush, respondeu a uma convocatória em 2015, em Dallas, no Estado do Texas, mas não foi escolhido.

Chicago, cidade do Estado do Illinois, no norte, onde Barack Obama lançou a sua carreira política, já teve uma jurada célebre, quando em 2014 a superestrela televisiva Oprah Winfrey integrou um júri, durante três dias, num processo por assassínio, que concluiu com uma condenação.

A família Obama continua a residir em Washington, desde que saiu da Casa Branca, em Janeiro, mas o ex-Presidente e a antiga primeira-dama Michelle Obama possuem uma casa em Chicago.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar