Mundo ONU diz que população mundial vai atingir os 9,8 mil milhões em 2050

ONU diz que população mundial vai atingir os 9,8 mil milhões em 2050

Um novo relatório da ONU antevê que a actual população mundial de 7,6 mil milhões atinja os 9,8 mil milhões em 2050 e os 11,2 mil milhões em 2100, divulgou esta quarta-feira a organização internacional.
ONU diz que população mundial vai atingir os 9,8 mil milhões em 2050
Bloomberg
Lusa 21 de junho de 2017 às 20:02

O relatório apresentado hoje pelo Departamento dos Assuntos Económicos e Sociais das Nações Unidas indicou que a população mundial ganha, todos os anos, 83 milhões de pessoas.

 

"Actualmente, temos uma população estimada em 7,6 mil milhões e a nossa projecção até 2100 é que a população atinja os 11,2 mil milhões. A grande parte do crescimento vai ser em África, por causa, mais que tudo, dos níveis de fertilidade. Vários países africanos têm uma fertilidade relativamente alta e o processo dentro da projecção prevê que a população irá continuar a aumentar", disse o chefe da unidade de estimativas populacionais e projecções do Departamento dos Assuntos Económicos e Sociais das Nações Unidas, François Pelletier, numa entrevista à ONU News.

 

Ainda no campo da fertilidade, o relatório foca o caso do Brasil que está entre os 10 países que registaram a menor fertilidade em relação ao nível de reposição no período entre 2010 e 2015.

 

Segundo as novas projecções da ONU, a população da Índia deve superar a da China dentro de sete anos, ou seja, em 2024. Actualmente, a Índia tem 1,3 mil milhões de pessoas e a China uma população de 1,4 mil milhões.

 

Entre os 83 países que representam 46% da população mundial estão: China, Estados Unidos, Rússia, Japão, Vietname, Alemanha, Irão, Tailândia e Reino Unido.

 

O documento estima também que entre 2017 e 2050 metade da taxa de crescimento da população ocorra em nove países: Índia, Nigéria, República Democrática do Congo, Paquistão, Etiópia, Tanzânia, Estados Unidos, Uganda e Indonésia.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Olharapo 21.06.2017

E quererão vir todos p/ a Europa?
O melhor será começar a construir pontes s/ o mediterrâneo p/ não termos de ver todos os dias o triste drama dos afogamentos!
Se a esses países deixarem melhorar o nível d vida d seus cidadãos,a população não irá aumentar assim tanto.
Atentem na Religião Dominant

pub