Saúde Ordem dos Enfermeiros apela ao PR e diz que segurança dos doentes está em risco

Ordem dos Enfermeiros apela ao PR e diz que segurança dos doentes está em risco

A Ordem dos Enfermeiros apelou hoje à "intervenção urgente" do Presidente da República "face à recusa do Governo de negociar a carreira de enfermagem" e ao crescente número de profissionais disponíveis para abandonarem os serviços.
Ordem dos Enfermeiros apela ao PR e diz que segurança dos doentes está em risco
Ricardo Castelo
Lusa 29 de agosto de 2017 às 12:31
Numa carta aberta enviada a Marcelo Rebelo de Sousa, a bastonária dos Enfermeiros alerta que se vivem "tempos de emergência", que "aumenta de dia para dia" o risco do Serviço Nacional de Saúde colapsar e que os serviços "não cumprem o número mínimo de enfermeiros para manter as pessoas em segurança e garantir a qualidade dos cuidados prestados".

"Recuso baixar os braços e aceitar este bloqueio em silêncio. Por isso, sem mais a quem recorrer, deixo-lhe um apelo sincero: recuse também. A sua intervenção é, neste momento, a salvaguarda do SNS e da vida dos portugueses", escreve Ana Rita Cavaco.

A bastonária sublinha que os enfermeiros estão exaustos, não têm carreira profissional, levam para casa menos de mil euros por mês, tanto os generalistas como e especialistas, trabalhando 35 ou 50 horas por semana.

"Todos os dias estão a chegar à Ordem relatos de enfermeiros que manifestam intenção de escolher um dia para abandonar os serviços dos hospitais e centros de saúde", avisa.

Os enfermeiros especialistas de saúde materna e obstetrícia estão em protesto desde a semana passada, não cumprindo as funções especializadas pelas quais ainda não são pagos.

Este protesto seguiu-se a um outro, nos mesmos moldes, ocorrido em Julho, e que foi interrompido para negociações com o Governo.

Os profissionais adiantam ainda que muitos serviços de saúde materna e obstetrícia estão a funcionar com cerca de metade dos enfermeiros que deviam ter em funções.



A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

O PR agora nao pode. Está a fazer festinhas ao Costa para ajudar nas eleiçoes.

Bruno Há 3 semanas

O conselho de alguém das engenharias: façam as pós graduações mas não aceitem trabalhar pelo mm valor. Mandem lixar kem axa k podem comprar serviço ao preço da gata mijona. Saber vender-se no mercado de trabalho tb é uma arte e não esquecer k o objectivo de trabalhar é ganhar dinheiro.

Anónimo Há 3 semanas

Sr. Enfermeiros e "médicos", ... vocês podem ter toda a razão mas não evoquem o nome dos doentes em benefício próprio. Além de ser eticamente reprovável é desonesto.

Anónimo Há 3 semanas

Mais um milagre Socialista. Ele é um todos os dias!

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub