Economia Organização internacional da Red Bull Air Race confirma prova no Porto em Setembro

Organização internacional da Red Bull Air Race confirma prova no Porto em Setembro

A organização internacional da Red Bull Air Race sublinhou esta sexta-feira à agência Lusa que o evento agendado para os dias 2 e 3 de Setembro no Porto "não está em causa".
Organização internacional da Red Bull Air Race confirma prova no Porto em Setembro
Lusa 11 de agosto de 2017 às 20:02

A confirmação da realização da prova surge após a Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) não reconhecer ao Aeródromo Municipal da Maia, uma das bases operacionais da prova, capacidade prestadora de serviços de tráfego aéreo por ausência de certificação. 

 

"A organização confirma estar tudo bem porque está em estreita colaboração coma a ANAC e com todas as entidades envolvidas", sublinhou a Red Bull Air Race, informando que "a não cerificação do aeródromo para prestação de serviços de tráfego aéreo não impede a sua utilização".

 

E prosseguiu: "além disso, apenas três das 18 aeronaves utilizarão o aeródromo da Maia como base para o evento", sem divulgar qual a alternativa encontrada para o parqueamento das restantes aeronaves, por agora todas estacionadas no aeródromo de Vilar da Luz, na Maia.  

 

"A etapa portuguesa do Red Bull Air Race está confirmada para os dois 2 e 3 de Setembro", concluiu o comunicado enviado à Lusa.

 

A sexta etapa da Red Bull Air Race 2017 reconhecida pela Federação Aeronáutica Internacional (FAI) como o Campeonato do Mundo da aviação desportiva está marcada para o Porto, nela participando 25 aviões, distribuídos por duas classes: uma para pilotos consagrados (Master Class) e outra para novos talentos (Challenger Class).  




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub