Mundo Organização Trump referida em investigação sobre corrupção no Brasil

Organização Trump referida em investigação sobre corrupção no Brasil

O grupo empresarial detido por Donald Trump surge mencionado numa investigação das autoridades brasileiras por práticas de corrupção.
Organização Trump referida em investigação sobre corrupção no Brasil
Bloomberg
Negócios com Bloomberg 15 de fevereiro de 2017 às 16:47

De acordo com uma notícia avançada esta quarta-feira, 15 de Fevereiro, pela agência Bloomberg, a Organização Trump aparece citada numa investigação das autoridades judiciárias brasileiras a alegadas práticas de corrupção.

 

Ainda em Dezembro Trump terá ordenado a retirada do seu nome da frente de um hotel junto à praia, no Rio de Janeiro, uma decisão justificada com atrasos no projecto e com a "necessidade de arrumar a casa" por parte do então presidente eleito dos EUA.

 

No entanto, os procuradores e advogados brasileiros responsáveis pela investigação a fundos de pensões que estiveram por detrás do financiamento deste projecto hoteleiro do grupo empresarial de Trump apresentam uma justificação distinta.

 

Em documentos e entrevistas entregues em tribunal, os investigadores brasileiros referem que a Organização Trump, num negócio encabeçado pelos filhos de Trump, Ivanka e Donald Jr., se deparou com uma envolvente que indicia a prática de corrupção.

 

As autoridades federais brasileiras estão a investigar se o fundo FIP LSH, dono do hotel, subornou dois fundos de pensões estatais em troca de 41 milhões de dólares em investimento, inflacionando artificialmente o valor da propriedade.

A Bloomberg acrescenta que as autoridades estão a tentar averiguar em que medida a Organização Trump poderá ter beneficiado dos pagamentos aos referidos fundos feitos "através de pagamentos ilícitos de comissões e subornos". No entanto, nem o grupo Trump nem ninguém desta organização foi directamente referido na investigação judicial.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
CaTu 15.02.2017

O Trump faz também um muro com o Brasil, mantém a forte amizade com a Rússia e os seus assessores afirmam que se trata de factos alternativos. Assim vai o planeta

pub
pub
pub
pub