Justiça Os números (actualizados) da Operação Marquês

Os números (actualizados) da Operação Marquês

No comunicado em que a Procuradoria-Geral da República dá até ao final de Abril para a investigação fazer um novo ponto de situação sobre a Operação Marquês deixa os números, actualizados, do processo até ao momento.
Os números (actualizados) da Operação Marquês
Bruno Simão/Negócios
Paulo Zacarias Gomes 17 de março de 2017 às 13:26
Este é o ponto de situação da Operação Marquês, em números, actualizado esta sexta-feira, 17 de Março. O dia em que terminava o prazo dado pela Procuradoria-Geral da República (liderada por Joana Marques Vidal, na foto) para concluir a investigação. A PGR aceitou aguardar até final de Abril por mais desenvolvimentos no caso para decidir se aceita estender até aos últimos dias de Junho o prazo para a investigação.


3 é o número de adiamentos que já foram concedidos para finalizar a investigação: concedidos em 30 de Março de 2016, em 15 de Setembro do mesmo ano e, agora, a 17 de Março, prazo que deverá findar em Abril ou em data antes de Junho de 2017.

6 suspeitas de crimes investigados:
. Corrupção;
. Fraude fiscal;
. Branqueamento de capitais;
. Recebimento indevido de vantagem;
. Falsificação; 
. Tráfico de influência.

28 arguidos constituídos, dos quais:
19 pessoas singulares e
9 pessoas colectivas.

10 magistrados do Ministério Público envolvidos;

22 inspectores da Autoridade Tributária afectos à investigação;

Mais de 260 buscas realizadas;

Cerca de 170 testemunhas inquiridas;

Mais de 2.600 escutas autorizadas e transcritas;

105 é o número de dias de extensão do prazo que os investigadores pedem que seja dado (até final de Junho);

44 é o número de dias que o Ministério Público aceita conceder (até finais de Abril) para que os investigadores apresentem novo ponto de situação;

180 foi o número de dias concedido no anterior adiamento, decidido a 14 de Setembro do ano passado;

9 cartas rogatórias enviadas para diversos países;

91 volumes e 452 apensos fazem parte do processo:
. Mais de 3.000 documentos em papel e
13.500 milhões de ficheiros informáticos.

350 requerimentos foram apresentados por arguidos; 

Mais de 50 peças processuais relativas a recursos e outros incidentes suscitados pelas defesas.


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

Blá, Blá, Blá, Blá, ja conhecemos isso da frente para trás, e v.v., agora, olhando para os meus bolsos, os meus impostos, Terão coragem de nos apresentar as contas deste processo? a verdade saber-se-á ? ja que n se tem confiança na Procuradoria.

pub
pub
pub
pub