Orçamento do Estado PAN volta a mudar e vai votar favoravelmente o Orçamento

PAN volta a mudar e vai votar favoravelmente o Orçamento

Já no OE 2017 o PAN tinha-se abstido na generalidade e votado favoravelmente na votação final global. O partido justifica este alteração com medidas em áreas "estruturais" incluídas no OE para o próximo ano.
PAN volta a mudar e vai votar favoravelmente o Orçamento
Miguel Baltazar
Marta Moitinho Oliveira 27 de novembro de 2017 às 12:35

O partido Pessoas Animais e Natureza (PAN) vai votar favoravelmente o Orçamento do Estado para 2018, na votação final global do documento marcada para esta tarde, depois de na votação na generalidade ter optado pela abstenção. O partido justifica esta alteração no sentido voto com as medidas "estruturais" que conseguiu incluir no Orçamento.


O Governo contará assim com o apoio de mais um partido além dos que o apoiam formalmente no Parlamento – Bloco de Esquerda, PCP e Verdes.


Num comunicado enviado às redacções, o partido liderado por André Silva explica que a mudança no sentido de voto se deve à "aprovação de medidas em áreas estruturais" e identifica-as:

- Aumento de 10% de nutricionistas e de 7% de psicólogos no SNS
- Distribuição de fruta a 150 mil crianças do ensino pré-escolar e de bebidas vegetais no 1º ciclo e pré-escolar
- Criação de 49 salas de atendimento à vítima e condições para partos na água
- Fim da isenção do pagamento de Imposto sobre Produtos Petrolíferos (ISP) para empresas que produzem electricidade a partir do carvão
- Reforço do investimento em 2 milhões de euros em Centros de Recolha Oficial de Animais e apoio a escolas de formação de cães de assistência.

"Pela terceira vez, o PAN, alcança medidas importantes no Orçamento do Estado, que exigiram um forte empenho negocial para alcançar avanços em áreas estruturais e que ainda não são reconhecidas como prioritárias pelos decisores políticos nacionais", explica o partido no mesmo comunicado, apesar de considerar que este é um "Orçamento distante da visão do PAN mas com contributos importantes para uma visão ambiental e social de longo prazo.


Por este motivo, o PAN decidiu votar "favoravelmente" o Orçamento do Estado para 2018.


A 3 de Novembro, aquando da votação na generalidade, o partido tinha optado pela abstenção.


O PAN repete assim os sentidos de voto assumidos para o Orçamento de 2017, quando se absteve na generalidade, mas votou favoravelmente na votação final global.


No Orçamento do Estado para 2016, o PAN absteve-se em ambos as votações.



A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
pertinaz Há 2 semanas

ESTES PIRIQUITOS NÃO TÊM CREDIBILIDADE NENHUMA...

SÃO UM ZERO À ESQUERDA...!!!

Anónimo Há 2 semanas

Como vegano não me vejo reflectido minimamente neste partido!
E que tal se fizessem com que o governo deixasse de DAR 12 milhões de € / ano para a tauromaquia!?
E que tal se promovessem o veganismo como a filosofia mais ética, saudável e sustentável!?

fa Há 2 semanas

Conseguiram que o Costa desse um subsidio para o ZOO, e ajuda de custos para os jardineiros

Mr.Tuga Há 2 semanas

Who the fuck cares ?!?!?!?

Saber mais e Alertas
pub