Política PAN acusa Governo de não dar prioridade ao ambiente e deixa voto em aberto

PAN acusa Governo de não dar prioridade ao ambiente e deixa voto em aberto

O deputado do PAN (Pessoas-Animais-Natureza) acusou esta quinta-feira o Governo de não dar prioridade ao ambiente, salientando que este sector leva um corte de 10,5% no Orçamento do Estado para 2017, e deixou em aberto o seu voto.
PAN acusa Governo de não dar prioridade ao ambiente e deixa voto em aberto
Miguel Baltazar/Negócios
Lusa 20 de Outubro de 2016 às 15:34

André Silva transmitiu esta posição aos jornalistas no final de uma audiência no Palácio de Belém, convocada pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, durante a qual disse ter sido solicitada "uma primeira avaliação" do PAN ao Orçamento do Estado.

 

"É inconcebível, é impensável um corte de 10,5% no orçamento do Ambiente. O mundo vive uma crise climática, uma recessão ecológica, não faz sentido para nós haver um corte de 10,5% no orçamento do Ambiente", declarou o deputado do PAN.

 

Segundo André Silva, este corte "claramente vem expor" que "o ambiente não é uma prioridade clara nem para este Governo nem para os partidos que suportam o Governo" e que "não foi central nas negociações" sobre a proposta de Orçamento para 2017.

 

"Ainda não temos definido o sentido de voto. Neste momento vai depender essencialmente do Governo, do PS e dos outros partidos que apoiam o Governo e este Orçamento do Estado no sentido de acompanharem ou não as várias propostas que o PAN irá fazer", acrescentou.

André Silva saudou o desagravamento do IRS para pessoas com deficiência, os orçamentos da cultura, educação e saúde e o aumento das pensões, mas considerou que "as pensões mais baixas, até 275 euros, deveriam também obviamente ter sido sinalizadas".

"Pensamos que essa discussão não esteja fechada. Também o fim da sobretaxa de forma faseada nos parece uma medida sensata face à realidade económica do país", adiantou.

O deputado do PAN elencou algumas das propostas que pretende apresentar na especialidade, como "o fim da isenção do ISP (imposto sobre produtos petrolíferos) para as empresas produtoras de electricidade a partir de combustíveis fósseis".

"Não faz sentido que continuemos a produzir energia eléctrica a partir de combustíveis fósseis", sustentou, defendendo também que é altura de se estabelecer "uma meta" temporal "a partir da qual deixe se de comercializar veículos a combustíveis fósseis" em Portugal.

(Notícia actualizada às 16:08 com mais informações)




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 2 semanas


Um governo de ladrões

PS . BE . PCP - ESTRAGAM A VIDA A 9 MILHÕES DE PORTUGUESES

Para dar mais dinheiro e privilégios a 1 milhão de FP e seus pensionistas.

comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas


Um governo de ladrões

FP . CGA – 40 ANOS A ROUBAR OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


Lá vem mais dinheiro para a malta dos direitos adquiridos...

E mais impostos para os outros portugueses.


Viver à custa dos outros é muito bom.

Mas para quem paga... não tem piada nenhuma.


Mr.Tuga Há 2 semanas

AMBIENTE?!?!?!!?!?!?!?!?!?!?
Em tugaLândia dos atrasaditos, isso não existe!

Veja os INCÊNDIOS ano apos ano...
Veja a SUCATA IMPORTADA PODRE E POLUIDORA a circular nas estradas...
Veja as sucessivas descargas de suinicultoras sem qualquer condenação...
Veja o povão bronco e imbecilizado a sujar as ruas e não fazer reciclagem, mas com o ecoponto a frente da tromba...

O "ambiente" não é prioridade neste sitiozeco atrasado!

Anónimo Há 2 semanas


Um governo de ladrões

O FIM DA AUSTERIDADE

O PS comemora o Fim da austeridade, ... com brutais aumentos de impostos!


Anónimo Há 2 semanas


Um governo de ladrões

PS . BE . PCP - ESTRAGAM A VIDA A 9 MILHÕES DE PORTUGUESES

Para dar mais dinheiro e privilégios a 1 milhão de FP e seus pensionistas.

pub
pub
pub
pub